João Gonçalves vai a evento do Governo, mas nega estar alinhado

 A ala dissidente do PSDB não é mais tão radical quanto nos tempos de campanha, mas alguns tucanos ainda resistem a vestirem a camisa de governistas. É o caso do deputado estadual João Gonçalves. Visto na última sexta-feira no Palácio da Redenção na solenidade em que o governador da Paraíba Ricardo Coutinho (PSB) sancionou a lei que assegura gratuidade nos transportes intermunicipais ao doente de câncer em tratamento e a um acompanhante, ele desconversou e disse que o comparecimento não significava o alinhamento à bancada governistas, mas uma formalidade cumprida a pedido do presidente da Assembleia Legislativa, Ricardo Marcelo (PSDB).

 
– Não é questão de bancada. Eu continuo no mesmo propósito. Se é para beneficiar a população, sou a favor. Eu estive na solenidade porque o presidente Ricardo Marcelo me pediu para representa-lo. Mesmo que não fosse assim, eu iria com a minha representação, que o povo me deu.
 
João Gonçalves ainda comentou a recente articulação para aproximar o vereador Hervázio Bezerra (PSDB) do bloco governista com a cessão da vaga de suplente de deputado ocasionada pelo convite a Manoel Ludgério (PDT) para que ocupe a presidência da PBPrev e deixe o mandato nas mãos do atual líder de oposição na Câmara.
 
– Nem sempre o que se comenta é verdade. Mas, o PSDB precisa é resolver sua questão interna. A decisão é dele e do governo porque amanhã qualquer infração de ordem eleitoral dentro do ordenamento de hoje, vão dizer que eu fui mais um dos que contribuiram. Atualmente, dizem que a suplência não é da coligação, mas do partido. Se Hervázio vai assumir, é ele quem decide. 
 

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.