João Azevêdo é eleito governador da Paraíba em primeiro turno

Com 58% dos votos válidos e mais de um milhão de votos, João Azevêdo, candidato do PSB, foi eleito governador do estado em primeiro turno.

Lucélio Cartaxo, que disputou o cargo pelo Partido Verde, ficou em segundo lugar com 23%. O senador José Maranhão (MDB) foi o terceiro colocado com 17%. Tárcio Teixeira (PSOL) teve 0,86% e Rama Dantas (PSTU) 0,17%.

Em um vídeo divulgado nas redes sociais João Azevêdo agradeceu aos militantes e amigos. “Um abraço aos meus amigos, aos militantes. Uma grande vitória. Vocês fizeram uma caminhada linda e isso permitiu que a gente tivesse essa grande vitória. Essa é uma vitória que é nossa, não é uma vitória que é minha, é uma vitória de todo mundo. Vocês construíram isso junto com a gente”, declarou.

Lucélio Cartaxo, do  Partido Verde, ficou em segundo lugar com 23%. José Maranhão (MDB) ficou em terceiro lugar com 17%. Tárcio Teixeira (PSOL) ficou com 0,86% e Rama Dantas (PSTU) 0,17%.

João Azevêdo formou-se em Engenharia Civil na Universidade Federal da Paraíba (UFPB) em 1978, possui pós-graduação em Metodologia do Ensino Técnico e lecionou como professor no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB).

Durante sua carreira já ocupou cargos como diretor da Divisão de Planejamento Habitacional do Instituto de Assistência à Saúde do Servidor (IPEP), nos anos de 1980 a 1983, Secretário de Serviços Urbanos do Município de João Pessoa, entre 1986 e 1989, Secretário de Planejamento do Município de Bayeux, em 2004, Secretário da Infraestrutura do Município de João Pessoa, entre os anos de 2007 e 2010.

Em 2011 foi nomeado pelo então governador da Paraíba, Ricardo Coutinho, como Secretário Estadual do Meio Ambiente, dos Recursos Hídricos e da Ciência e Tecnologia, e, no ano de 2015, quando houve a fusão desta pasta administrativa com à Secretaria de Infraestrutura, passou a exercer o cargo de Secretário da Infraestrutura, dos Recursos Hídricos, do Meio Ambiente e da Ciência e Tecnologia do Estado da Paraíba, até 2018, de onde saiu em abril para disputar o governo do estado.

 

Comentários