Notícias de João Pessoa, paraíba, Brasil

João assina protocolo para expansão do Parque Eólico Serra do Seridó com investimentos de R$ 1 bilhão

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

O governador João Azevêdo assinou, nesta quarta-feira (1), no Palácio da Redenção, em João Pessoa, um protocolo de intenções com a EDF Renewables do Brasil para a expansão do Parque Eólico Serra do Seridó, nos municípios de Junco do Seridó, Assunção, Salgadinho e Santa Luzia. A ampliação do empreendimento, que corresponde à fase 2 do complexo eólico, representa investimentos iniciais de R$ 1 bilhão.

Segundo a EDF Renewables, o Parque Eólico Serra do Seridó é um marco importante para a empresa, pois, além de representar o primeiro empreendimento da companhia no estado da Paraíba, corresponderá ao maior parque eólico da EDF Renewables na América do Sul. Nesta segunda etapa, prevista para iniciar em junho deste ano, a potência instalada será de 237,5 MW.

A primeira fase de implantação do parque eólico Serra do Seridó, na Paraíba, foi iniciada pela EDF Renewables em meados de 2021, com investimentos de R$ 1 bilhão e capacidade instalada de 242 MW. Estima-se que ambas as fases evitarão a emissão anual de cerca de 400 mil toneladas de CO2, o equivalente à emissão de mais de 110 mil carros em circulação por ano.

Na ocasião, o governador João Azevêdo ressaltou o potencial da Paraíba na geração de energias renováveis e o esforço da gestão para a atração de empresas do segmento com o objetivo de promover o desenvolvimento sustentável do estado. “Desta forma, estamos impulsionando economias locais, com a geração de emprego e renda, fazendo também do nosso estado um ambiente favorável de negócios, com a garantia da segurança jurídica, resultado de uma gestão fiscal eficiente e que tem permitido investimentos em obras e ações públicas, assim como a atração de novos empreendimentos”, frisou.

O gestor estadual também destacou que a instalação dos parques eólicos Serra do Seridó representa um momento importante para a economia da Paraíba. “O investimento da EDF está fortalecendo regiões do nosso estado, proporcionando novas oportunidades para nossos jovens, produtores e diversas cadeias produtivas”, acrescentou.

“Com a expansão, o Parque Eólico Serra do Seridó será o maior parque de energia eólica da EDF Renewables na América do Sul. Ao todo, cerca de R$ 2,4 bilhões serão investidos nas fases 1 e 2, fomentando o desenvolvimento socioeconômico dos municípios próximos e do estado da Paraíba”, destacou o CEO da EDF Renewables do Brasil, André Salgado.

Também estiveram presentes na solenidade de assinatura do protocolo de intenções o secretário Marialvo Laureano (Fazenda);  Bruno Frade (executivo da Fazenda); Deusdete Queiroga (Infraestrutura, Recursos Hídricos e Meio Ambiente) e Robson Barbosa (secretário executivo de Energia); além de Anderson Bragagnolo (diretor-adjunto de Implantação da EDF Renewables do Brasil) e Maurício Susin (coordenador de Desenvolvimento da EDF Renewables do Brasil).

Sobre a EDF Renewables: A EDF Renewables é uma empresa internacional líder em energias renováveis, com capacidade instalada bruta de 15,6 GW em todo o mundo. Seu desenvolvimento é focado principalmente em energia eólica e solar fotovoltaica. A EDF Renewables opera principalmente na Europa e na América do Norte, mas continua crescendo e se estabelecendo em regiões promissoras, como Brasil, China, Índia, África do Sul e Oriente Médio. A empresa também tem posições fortes em energia eólica offshore e em outras áreas da indústria de energias renováveis, como energia distribuída e armazenamento de energia. A EDF Renewables desenvolve, constrói, opera e mantém projetos de energias renováveis, tanto para si como para terceiros. A maioria de suas subsidiárias internacionais tem a marca EDF Renewables. A EDF Renewables é a subsidiária do Grupo EDF especializada no desenvolvimento de energia solar e eólica. No Brasil desde 2015, a EDF Renewables Brasil encontra-se entre as líderes do país no setor de energia renovável totalizando 1,3 GW em projetos, instalados e em construção, de energia solar e eólica na Bahia, em Minas Gerais e na Paraíba.

Tags

Leia tudo sobre o tema e siga

MAIS LIDAS

UEPB: uma crise democrática

Confusão continua: TRE nega ter chancelado posse de Raissa Lacerda na Câmara

Anteriores

ghfdgh

Homem é morto a tiros na frente da filha de 3 anos em João Pessoa

Estacao_Cabo_Branco_Foto_KLeide_Teixeira_-30

Estação Cabo Branco abre vagas gratuitas para o Curso Livre de Teatro

noname

Nyedja Gennari faz encenação em defesa da PL 1904/24 durante audiência pública no Senado Federal

gabarito-enem-2022-3

Taxa de inscrição para o Enem 2024 deve ser paga até quarta

quais-os-salarios-e-beneficios-para-todos-os-cargos-da-policia-civil-da-paraiba-concursos-2022

Operação da Polícia Civil da Paraíba prende quadrilha especializada em extorsão

Priscila e Ramonilson (1)

Baronesa lança pré-candidatura em Patos e Ramonilson fala em ‘compromisso não honrado’

PSDB candidaturas femininas

PSDB amplia bases para eleições municipais e aposta em pré-candidaturas femininas na PB

Prisão, cadeado

Polícia Civil prende investigado por participar do assassinato do tio

Polícia Civil JP

Preso foragido do Rio que manteve família refém em JP durante assalto

Furto agências bancárias

Polícia Civil e PRF prendem investigados por furto de computadores de agências bancárias na Paraíba, PE e RN