Jeová reclama de verba prevista em empréstimo do Governo para Cajazeiras

O deputado Jeová Campos (PT), que vem lutando para a instalação do Pólo de Confecções de Cajazeiras e por outras obras importantes para a região, afirmou que votará a favor da aprovação do projeto do governo do estado que dispõe sobre pedido de empréstimo junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) que soma R$ 287 milhões. O projeto deverá ser votado na próxima terça ou quarta-feira. Apesar da importância das ações e obras que serão feitos através dos recursos do empréstimo, o deputado lamenta o fato de apenas R$ 10 milhões deste montante serem destinado para a região de Cajazeiras. “Uma região tão  pobre e carente como a nossa deveria ser contemplada com mais recursos”, afirma Jeová.

Além de compor a bancada do governo, o apoio de Jeová para aprovação do projeto de empréstimo se fundamenta nas diversas obras que serão realizadas e que beneficiarão a população de um modo geral e, em especial,  nas intervenções que serão feitas com os recursos do empréstimo na região do entorno de Cajazeiras. Na região, ele cita que serão realizadas intervenções, no perímetro da Lagoa do Arroz, em Várzea da Ema, de melhoria hídrica, a exemplo da recuperação de canais e mudanças no sistema de abastecimento do principal centro de produção de alimentos da região.  “Serão executadas diversas obras e reestruturação de outras, a exemplo do perímetro irrigado da Lagoa de Arroz que sofre com um grande problema em seu sistema de irrigação e que agora será resolvido com a destinação de R$ 5 milhões destes 10 milhões”, disse Jeová, que no início do ano já havia requerido uma solução para o problema em audiência com o secretário Francisco Jácome Sarmento, da Secretaria de estado de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh).

Jeová lembra ainda que os R$ 10 milhões destinados para a região de Cajazeiras ainda contemplarão a instalação do Instituto de Polícia Científica (IPC), a conclusão da Penitenciária Regional de Cajazeiras e a pavimentação da estrada de Santarém a Bernardino Batista, ligando a BR 434. “São obras importantes, mas a região tem  outras demandas fundamentais que precisam também serem viabilizadas e que ficaram de fora desta vez, infelizmente”, lamentou Jeová, citando o  Pólo de Confecções de Cajazeiras que geraria empregos e desenvolvimento social, além da obra que liga a BR 230 ao açude de Engenheiro Ávidos ( PB 394) que, inclusive, receberá as águas da transposição do Rio São Francisco.

Obras – Com recursos do empréstimo, outras ações serão realizadas, em mais regiões do Estado, sendo o destaque para as áreas de infraestrutura (pavimentação de estradas, saneamento e recuperação de obras), segurança (reforma de diversas unidades prisionais, compra de veículos e equipamentos de informática), saúde e educação (construção e conclusão de Hospitais e reestruturação de escolas).

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.