Jeová afirma que PT abre novo diálogo com aliados e ainda quer a vice

Um novo diálogo. Essa é a expectativa do deputado estadual Jeová Campos (PT) quanto à composição da chapa majoritária que disputará as eleições de outubro, da qual o PT continuará reivindicando sua parte na composição, mesmo após a desistência de Luciano Cartaxo ao posto de vice-governador. Segundo Jeová, o PT continuará a reivindicar o seu espaço, que segundo ele é justo e merecido,  na composição da chapa majoritária, mas, desta vez sem impor nomes, colocando à disposição do governador e dos partidos aliados  os melhores quadros da legenda.

“Acredito que a partir de agora um novo diálogo será aberto. O PT não vai abrir mão do seu espaço, mas também não vai impor nomes”, disse o parlamentar que se negou a nominar qualquer indicação no momento. “Até agora não há nada definido quanto à indicação de nomes, até porque a idéia é disponibilizar nossos melhores quadros para que o PMDB e partidos aliados possam estudar e fazer a melhor escolha”, explicou o deputado, que teve seu nome cogitado para o cargo, a exemplo do próprio presidente estadual da legenda, deputado Rodrigo Soares.

De acordo com Jeová, o PT paraibano deve conduzir as conversas com muita calma e diálogo para não haver prejuízos que possam, inclusive, comprometer a participação da legenda na chapa majoritária. “Devemos reascender o diálogo com calma e sem a necessidade de imposição, até porque a decisão deve trazer benefícios para todos e, principalmente, para o povo paraibano”, concluiu Jeová, lembrando que na próxima terça-feira (11), haverá uma reunião com a executiva do partido para deliberar justamente sobre a condução da indicação dos melhores quadros do PT para composição da chapa para a reeleição do governador José Maranhão.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.