Jefferson Kita anuncia secretariado hoje e diz que folha e covid-19 são prioridades

O prefeito interino de Bayeux, Jefferson Kita (PSB), deve anunciar hoje parte de seu secretariado. Ele se reúne pela manhã com alguns auxiliares no Centro Administrativo do Município e até o fim da tarde deve divulgar os nomes de boa parte dos secretários. Em entrevista ao Jornal da Manhã da Jovem Pan João Pessoa, Kita adiantou que o combate ao Covid-19 e a regularização da folha de pagamento, que está com um mês de atraso, serão suas prioridades.

“Posso dizer que Bayeux vive seu pior momento financeiro, administrativo e político depois de tantas mudanças na prefeitura. Além disso, Bayeux tem 100 mil habitantes e metade da receita de Cabedelo. Estamos com uma folha de pagamento atrasada e os aposentados não receberam abril”, disse ele, acrescentando que vai estabelecer um protocolo de atendimento aos pacientes com suspeita de coronavírus na rede municipal: “Sou contra a cloroquina porque é uma substância imunosupressora e tem muitos efeitos colaterais. Tem mais riscos que benefícios ao paciente. Vamos incluir Azitromicina, Ivemec, Predizona… e criar uma área exclusiva nas UPAs para os pacientes com coronavírus”, detalhou;

Caos – Na entrevista ao Jornal da Manhã, Kita reclamou da ausência de transição e disse que os auxiliares do ex-prefeito Berg Lima deletaram arquivos e não deixaram senhas dos computadores: “Para acessar a folha de pagamento é necessário uma senha que não foi deixada”, completou ele, que pretende fazer auditoria da folha, rever o contrato da gestão municipal com locação de carros e reduzir o número de cargos nas secretarias que não são consideradas essenciais.

“Cada secretaria tem cargos de secretário, adjunto, diretores… juntando tudo, cada uma tem uns 50 cargos. Vou deixar o secretário e mais ninguém, sem assessores nas que não sejam essenciais”, disse Jefferson Kita.

Comentários