Janete Ismael entrega nova sede do Ministério Público Estadual

O prédio da nova sede do Ministério Público da Paraíba foi inaugurado, ontem, em João Pessoa. A solenidade de inauguração do edifício “Procurador de Justiça João Bosco Carneiro” começou às 17h30 e contou com a presença de vários procuradores e promotores de Justiça, de autoridades do Executivo, do Legislativo municipal, estadual e nacional e da Magistratura.

O advogado João Bosco Carneiro Júnior falou em nome da família e agradeceu a homenagem prestada pela instituição ao procurador de Justiça João Bosco Carneiro. “Quero registrar a satisfação de ver em um prédio moderno o nome do meu pai. Ele foi um promotor destemido e coerente que cumpriu com seu dever. O que mais marcou a passagem de João Bosco como procurador de Justiça foi o seu compromisso com o Ministério Público. Esse é um momento de alegria e a procuradora-geral Janete Ismael está de parabéns!”, disse.

Em seguida, a procurador-geral de Justiça Janete Maria Ismael da Costa Macedo iniciou o seu discurso. Nele, ela ressaltou as ações realizadas durante os últimos quatro anos, como o investimento em tecnologia, a política de valorização de membros e servidores, a reforma e construção de novas sedes de promotorias em todo o Estado e o desenvolvimento de campanhas educativas. “Mais de 13 mil metros quadrados foram construídos ou reformados em nossa gestão e estamos na iminência da concretização plena das sedes de Mangabeira, Ingá, Alagoa Grande, Areia e Pedras de Fogo”, anunciou.

Janete Ismael destacou a arquitetura moderna do novo prédio e falou sobre a tecnologia empregada para economizar energia elétrica e para oferecer a membros, servidores e à população mais conforto. “Às vezes, sem acreditar que estamos diante de belíssima e funcional obra, lembro-me do ano de 1977, quando tive o privilégio de ser agraciada com o honroso cargo de promotora de Justiça. Naquele ano, funcionava a sede do Ministério Público num imóvel de extrema precariedade, cujas companhias inarredáveis eram os baldes e as bacias a amparar constantemente as goteiras que lhe guarneciam. A modernidade que aqui se verifica é diametralmente oposta ao atraso reservado ao passado. Pela primeira vez, o Ministério Público terá uma sede própria na Capital. Essa obra é acompanhada de demasiado simbolismo. São nos alicerces, colunas e vigas que estão nossas garras e coragem. A crença da população no Ministério Público deverá ser sempre valorizada!”.

O novo prédio foi abençoado pelo arcebispo da Paraíba, Dom Aldo Pagotto, e pelo pastor da Primeira Igreja Batista, Estevam Fernandes. O procurador de Justiça José Raimundo de Lima também falou em nome da Federação Espírita Paraibana, entidade em que é presidente.

Tecnologia e conforto – A nova sede do MPPB possui tecnologia moderna. Com uma área de 2,4 mil metros quadrados, o prédio possui três pavimentos ligados ao prédio da antiga sede, que passará por reformas na próxima gestão. No térreo está localizado o auditório “Procurador de Justiça Edigardo Ferreira Soares”, que possui tratamento acústico. A garagem funcionará no subsolo.

As obras do edifício “João Bosco Carneiro” custaram R$ 4,3 milhões.   Um convênio firmado entre o MPPB, a Secretaria de Planejamento do Estado e a Superintendência de Obras do Plano de Desenvolvimento do Estado (Suplan) garantiu o recursos para a construção, que teve início em agosto do ano passado. A instituição também investiu cerca de  R$ 750 mil na compra de móveis e na climatização do prédio.

O projeto estrutural do novo edifício foi dimensionado para gerar grandes áreas livres e facilitar a flexibilidade dos ambientes modulados através de divisórias. O prédio também atende às normas de acessibilidade tais como rampas de acesso com corrimãos apropriados, piso tátil para orientação dos deficientes visuais, banheiros adaptados, inclusive para os cadeirantes e elevadores modernos com total suporte às pessoas com deficiência.

O sistema de climatização vai funcionar automatizado com horários de funcionamento previamente programados, evitando desperdício de energia. Já o sistema de segurança é totalmente controlado por câmeras modernas, catracas eletrônicas e detectores de metais. Sensores de presença em ambiente de circulação controlam a iluminação, economizado energia elétrica. 

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.