Jair Soares considera que CPI dos Outdoors foi perda de tempo

O líder comunitário Jair Soares comentou hoje o resultado da CPI dos Outdoors cujo relatório final deverá ser apresentado depois da Semana Santa. Apontado como responsável pela campanha de mídia que expôs os deputados de oposição em painéis distribuídos pela capital do Estado, Jair deverá responder a ação de indenização por danos morais pelos parlamentares que se sentiram prejudicados. Sabedor da conclusão da comissão, Jair afirmou que a apuração do caso foi "uma perda de tempo":
 
– Tenho grande respeito pela Assembleia Legislativa e pelos deputados, que são representantes do povo. Mas, como cidadão acredito que essa CPI foi a maior perda de tempo do legislativo da Paraíba. Desde o ínicio, dizíamos que não existia fato determinante para instalá-la. Eu já havia dito, antes da CPI começar, que o pagamento dos outdoors tinha sido feito pelo Fórum de Defesa da Zona Sul, mas como ele não tem personalidade jurídica, reunimos as contribuições de várias associações comunitárias e fizemos o pagamento. 
 
Jair também falou sobre os eventuais processos por danos morais que venha a responder por causa da campanha de outdoors que mostrou a foto de cada deputado cujo voto foi contra a permuta de terreno da Acadepol:
 
– Nós achamos por bem de mostrar à sociedade quem se posicionou contra a construção do Shopping de Mangabeira. Eles dizem que não foram contrários à construção, mas é óbvio que o shopping não seria construido se o projeto de permuta não fosse aprovado. Os deputados têm o direito de impetrar ações, mas a Justiça vai ouvir os dois lados. Nós fomos a favor da construção do shopping porque ele trará desenvolvimento ao bairro. Além disso, nós também fomos atacados. Os deputados disseram que as lideranças eram vendidas, que empresários de bem teriam negócios escusos com o Governo. Tudo isso deve ser levado em conta.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.