Jader Barbalho renuncia a mandato na Câmara

O deputado federal Jader Barbalho (PMDB-PA) entregou à Câmara na manhã desta terça-feira uma carta de renúncia ao seu mandato.

No documento, Barbalho apenas afirma que tomou a decisão por se encontrar "na extravagante situação de ser, ao mesmo tempo, elegível e inelegível".

O peemedebista teve sua candidatura ao Senado barrada pela Lei da Ficha Limpa em todas as instâncias. Ele recebeu 1,8 milhão de votos nas eleições deste ano.

Barbalho foi atingido pela norma por ter renunciado em 2001, ao cargo de senador. Ele era alvo de denúncias sobre suposto desvio de dinheiro no Banpará (Banco do Estado do Pará), mas sempre negou as irregularidades.

"Nada mais tenho a fazer na Câmara, já que para exercer o cargo tenho que ser elegível, mas o TSE e o STF decidiram que, no momento, sou também inelegível, e estou impedido de ocupar a cadeira para qual fui eleito senador. (…) Retorno ao Pará para empreender minha luta, ainda acreditando na via judicial para corrigir a violência política de que sou vítima em plena democracia, junto com 1.800.000 paraenses, brasileiros, que não têm dúvida quanto a minha elegibilidade, e me escolheram como seu Senador da República", diz o peemedebista.

A suplente de Jader Barbalho é Ann Pontes, também do PMDB.

 

Folha Online

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.