Ivan Burity admite que crise entre Ricardo e Maranhão o fez deixar Prefeitura

O ex-secretário de Desenvolvimento Urbano da Prefeitura de João Pessoa, Ivan Burity, confessou em entrevista à imprensa, que a perspectiva de rompimento entre o governador do Estado, José Maranhão (PMDB) e o prefeito da capital, Ricardo Coutinho (PSB), o fez querer entregar o cargo. Essa foi a primeira vez que Ivan admitiu publicamente a hipótese de ter se desligado da Sedurb por questões políticas.

"Isso contribuiu para que eu saísse. Eu sou funcionário de carreira do Estado e achei melhor deixar a Prefeitura. Não tenho mágoa de Ricardo Coutinho. Ao contrário, gosto dele e acho que dei uma contribuição à Prefeitura enquanto estive por lá", disse Ivan.

Ele, que integra os quadros da Procuradoria Geral de Justiça, fez elogios intensos ao governador Maranhão: "Agora, sopram bons ventos na Paraíba. O governador tem carreado muitos recursos para o Estado. Nunca se viu tantas verbas chegando quanto nos últimos cinco meses. Agora, com a aprovação desse empréstimo, ele vai poder fazer ainda mais", declarou, sobre o financiamento de R$ 191 milhões pedidos ao BNDES, aprovado no dia 14, na Assembleia Legislativa, com apenas um voto contra: o do deputado Antônio Mineral (PSDB).

Burity deixou a Sedurb no dia 29 de abril e alegou, em uma carta endereçada ao prefeito Ricardo Coutinho, motivação pessoal e falta de tempo: "As minhas necessidades pessoais demandavam tempo e a Sedurb absorve muito a gente. Eu preferi deixar o cargo e expus isso ao prefeito. Minha intenção era deixar o cargo no final do mês, mas acabei antecipando porque o assunto começou a ser comentado na cidade", disse ele à época.
 

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.