Iraê reconhece direito de Zenóbio denunciar, mas diz que inchaço da folha é falso

A deputada estadual Iraê Lucena (PMDB) foi uma das poucas aliadas do governador José Maranhão (PMDB) a se pronunciar em resposta à denúncia feita pelo colega Zenóbio Toscano (PSDB) de aumento de 12.373 prestadores de serviço na folha de pagamento do Governo da Paraíba na gestão atual. Segundo ela, apesar de existir uma certidão do Tribunal de Contas do Estado confirmando os dados, não haveria qualquer irregularidade nas contratações:

– Estamos numa democracia. Foi uma sessão especial, os deputados queriam se manifestar e nós facultamos esse espaço, mas foi uma denúncia vazia, não verdadeira. Essas contratações já existiam no governo passado e o governador Maranhão só fez formalizar porque elas eram através de CPF. Eram contratações fantasmas e o Governo contratou como o servidor merece, com matrícula. Acho que não cabia [a denúncia], mas ele quis e aproveitou o momento importante para entregar esse documento. O Governo já disse que as contratações são legítimas. O Governo a quem ele serviu não deixou de fazer essas contratações e ele está com esse discurso. Por que ele não tinha esse discurso antes? – indagou a parlamentar.

As denúncias de Zenóbio Toscano foram externadas durante a sessão especial realizada na Assembleia Legislativa na última terça-feira, 17, quando o Fórum Paraibano de Combate à Corrupção, a convite de Iraê, enaltecia a importância da campanha "Voto vendido, povo vencido", de esclarecimento da população sobre o voto consciente.

 

TAGS

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.