Iraê Lucena implanta Núcleo do PMDB Mulher no município

A deputada licenciada e vice-presidente regional nordeste do PMDB Mulher, Iraê Lucena implantou na última quarta-feira (22) o Núcleo do PMDB Mulher no município do Conde, que tem como presidente, a militante Karla Pimentel Régis. O núcleo tem como objetivo organizar e traçar estratégias para implementações de políticas públicas voltadas para as mulheres, bem como despertar nas mulheres militantes do partido o interesse para concorrer às eleições, em todos os níveis, assegurando-lhes o necessário espaço, além de conscientizar as mulheres da importância de sua participação ativa na sociedade.

De acordo com Iraê Lucena o município do Conde, por exemplo, não há nenhuma representação feminina na Câmara de Vereadores e isso vem ocorrendo há várias gerações. “É importante convidar as mulheres para se integrarem ao PMDB Mulher, despertando-lhes o interesse pela política partidária e pela defesa da democracia e dos programas básicos do Partido delas mesmas. A participação feminina é fundamental neste processo”, alertou a deputada.

Segundo ela, as mulheres são maioria no Brasil. Representam 51% da população e 52% do eleitorado. No entanto nos espaços de poder a situação é bem diferente. “Isso também pode mudar, se as administrações peemedebistas contemplarem mais mulheres nos seus diferentes níveis de governo”, destacou

Para tanto, a vice-presidente Iraê Lucena vem cumprindo com as determinações da executiva nacional do PMDB Mulher no sentido de preparar não só a Paraíba como o Nordeste como um todo com a implantação dos Núcleos do PMDB Mulher. “Já estou nessa caminhada árdua e já conseguimos tambérm implantar oito núcleos no estado de Alagoas. Isso para nós mulheres representa uma grande vitória”, destacou.

Em relação ao Núcleo do Conde, município localizado na região do Litoral Sul, Iraê acredita que serão alavancados os trabalhos com o movimento de mulheres para cobrar do prefeito Aluízio Régis, o compromisso de desenvolver as políticas públicas sociais em prol das mulheres daquela região.

“Acho que ter um organismo de políticas públicas para as mulheres em todas as cidades contribui para a equidade de gênero do país e para a construção de uma nova sociedade, daí a nossa mobilização através da campanha “Mulher: tome partido”, na luta pelo empoderamento das mulheres agora também nas eleições de 2010”, observou.
 

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.