Integrante do MST é atingida por um tiro durante protesto na BR-101

Uma mulher, identificada como Lindinalva Pereira de Lima Filha, de 35 anos, integrante do do MST da Paraíba, foi atingida por um tiro na perna na manhã desta sexta-feira (6) quando participava do protesto que está havendo em várias rodovias federais que cortam o Estado.

O fato foi registrado na BR-101 e a mulher foi encaminhada para o Hospital de Trauma de João Pessoa, onde, segundo informações repassadas ao ParlamentoPB, chegou consciente e está em atendimento médico. Ela é da cidade de Pedras de Fogo. A pessoa que atirou na manifestante ainda não foi identificado.

A Paraíba amanheceu com ao menos oito pontos de protestos em rodovias. Há bloqueios do MST, em protesto contra a prisão do ex-presidente Lula, na BR-101, na entrada de Alhandra, no Km 109, na BR-230, na entrada de pedras de fogo, no Km 52.

As BRs que dão acesso a Recife, Maceió, Rio Grande do Norte estão fechadas pelo MST e MTST.

A Central Única dos Trabalhadores (CUT-PB) repudiou a violência contra a manifestante do MST e está convocando toda população paraibana para a mobilização Em defesa da Democracia e de Lula, marcada para logo mais, às 14h no Lyceu Paraibano.

Comentários