Idib afirma que ajustou edital e que prova de concurso da Prefeitura de Mari está mantida neste domingo

O Instituto de Desenvolvimento Institucional Brasileiro (Idib) emitiu nota em que “reafirma que a prova objetiva do concurso público da Prefeitura de Mari, na Paraíba, será realizada normalmente amanhã, domingo, 6. O edital foi readequado com a inclusão do aditivo 002, atendendo a decisão da 2ª Vara Judicial de Sapé. Portanto, a tutela de urgência perdeu o objeto”, declarou a empresa, através de sua assessoria de imprensa, informando do ajuste para oferecer vagas a pessoas com deficiência.

O concurso público da Prefeitura de Mari oferta 143 vagas de contratação imediata e 715 de cadastro reserva, com salários iniciais que variam de R$ 1.045 a R$ 2.492. Muitos cargos, porém, contam com gratificações, sendo a menor no valor de R$ 200 (técnico de enfermagem e veterinário), a maior de R$ 7.546 (médico) e outras intermediárias, como a de R$ 2.000 (farmacêutico).

Em nota enviada ao ParlamentoPB, o Idib informou que “como vem fazendo em outras provas por todo o Brasil, implementou seus protocolos especiais durante a pandemia como a borrifação de desinfetante no imóvel, equipamentos e objetos antes e após os exames. As regras também incluem limpeza das solas dos calçados em tapete especial e medição de temperatura corporal logo na entrada do local de provas; distanciamento de 1,5m entre as pessoas; uso de álcool gel, luvas e máscaras. Uma ambulância particular ficará à disposição no local.

Os 45 diferentes cargos do concurso exigem formações acadêmicas que vão do ensino fundamental ao nível superior. Há vagas para auxiliar de serviços gerais; vigia; pedreiro; motorista; cozinheiro; eletricista; agente administrativo; agente comunitário de saúde; agende de arrecadação e tributos; digitador; advogado; fonoaudiólogo; fisioterapeuta; assistente social; farmacêutico; médico; pedagogo e professor de várias disciplinas, entre outras funções.

O concurso é válido por dois anos, podendo ser prorrogado por mais dois anos, e a convocação dos candidatos selecionados no cadastro de reserva ocorre nesse período, caso a administração pública precise preencher cargos que fiquem vagos por motivos de aposentadoria, desistência ou mesmo pela decisão de criar vagas.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.