Hervázio diz que vive dilema e ainda analisa se vai assumir na AL

O vereador Hervázio Bezerra (PSDB), líder de oposição na Câmara Municipal, comentou hoje o surgimento de uma vaga para ele na Assembleia Legislativa em decorrência da designação de Manoel Ludgério (PDT) para a presidência da PBPrev, atendendo a um convite do governador Ricardo Coutinho (PSB). Hoje de manhã, o tucano disse que está metido em um dilema para o qual ainda não teria resposta:

– Havia uma especulação por parte da imprensa e hoje é uma coisa concreta. Falta apenas a publicação do afastamento de Manoel Ludgério e sua nomeação. A outra, é uma fase decisiva na minha vida pública. Todos sabem que eu queria entrar na Assembleia. Tenho cinco mandatos como vereador e aguardei, renunciei em alguns momentos, em favor do grupo e de amigos, mas sei que se assumir, tenho que ter a convicção que assumo como suplente. Tanto o secretário pode entregar o cargo, quanto o governador pode exonera-lo a qualquer instante. E assim, eu não poderia ocupar dois cargos. Em se concretizando o que a imprensa noticia, eu terei que renunciar ao mandato na Câmara para assumir outro na Assembleia. É um dilema que tenho que decidir com meus amigos, familiares e eleitores.

O prefeito da capital, Luciano Agra (PSB), que foi à Câmara para a abertura do ano legislativo, também analisou a aproximação de Hervázio com o grupo socialista e fez diversos elogios ao vereador e também ao governador Ricardo Coutinho, a quem classificou como "um sujeito generoso e leal":

– Hervázio merece ser deputado. Tem uma larga folha de serviços prestados. Ricardo Coutinho já teve uma certa aproximação com Hervázio Bezerra em certo momento e eu acho muito bom pra ele, pra gente e outra coise. Hervázio Bezerra tem um projeto político e no contexto que ele estava inserido, o papel dele era de subalterno, era irrelevante. Eu nunca vi um sujeito tão generoso e leal quanto Ricardo Coutinho. Eles sempre tiveram uma relação respeitosa.  Mesmo nos momentos mais tensos, sempre houve reciprocidade e respeito. Não vejo nada de mais nessa aproximação, além de um lance político, um gol de letra.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.