Hervázio convoca Edísio Souto e elogia passarela feita pela Prefeitura

O vereador Hervázio Lucena, líder de Oposição, fez hoje de manhã elogios à passarela erguida pela Prefeitura de João Pessoa na avenida Pedro II, nas imediações da Rádio Tabajara. Segundo ele, é preciso reconhecer os pontos positivos da gestão municipal: "A passarela é diferente. Ela é mais simples que os monstrengos de concreto que demoram anos para ser concluídos. Creio que o custo também é menor. Fico à vontade para para reconhecer quando a Prefeitura acerta", disse ele.

O tucano também apresentou hoje um requerimento solicitando a presença do presidente da Cagepa, José Edísio Souto, na Câmara, para que ele possa apresentar informações e a versão da empresa a respeito das queixas apresentados ontem, na sessão de abertura do semestre, pelo vice-prefeito da capital, Luciano Agra, que responsabilizou a Cagepa pelas centenas de buracos existentes na capital paraibana:

"O vice-prefeito foi duro em suas críticas e vamos convocar Edísio Souto para prestar esclarecimentos e trazer o outro lado desse problema", resumiu Hervázio.

Para não terminar seu pronunciamento sem críticas à gestão de Ricardo Coutinho, o oposicionista fez queixas sobre a infra-estrutura de alguns bairros da capital, a exemplo do Cidade Verde, Bairro das Indústrias e Jardim Cidade Universitária, mas o foco principal das reclamações de Hervázio foi o Bessa: "Já vi cidadãos usando caiaque para se deslocar nas ruas do Bessa. Fora a Praça do Caju e a pendenga jurídica com os barraqueiros, a Prefeitura não tem investido no bairro. Só na gestão de Cícero Lucena e Cássio Cunha Lima é que se investiu no Bessa".

O líder do Governo, Tavinho Santos, pediu um aparte para discordar de Hervázio: "Para fazer justiça, vereador, é preciso lembrar das ações de Carlos Mangueira e Chico Franca no Bessa", disse ele, acrescentando que na gestão de Cícero Lucena as obras tiveram que parar porque a densidade demográfica ainda pequena no início da década de 90 não era suficiente para justificar o montante a ser investido no local. O líder de situação ainda disse que a Prefeitura tem injetado R$ 7 milhões na área: "São obras de drenagem e pavimentação, além de escolas e creches".

Um dos apartes mais inusitados que Hervázio recebeu, contudo, foi do vereador Ubiratan Pereira (PSB). Como entusiasta das ações de Ricardo Coutinho, Bira admitiu que a Prefeitura tem feito pouco pelo Bessa: "Moro no bairro e a situação é caótica. É insustentável. Reconheço que há investimentos, mas é pouco para o que o Bessa merece. Se há abertura para que se faça uma parceria com o Governo para resolver a buraqueira da cidade, deveriam também dialogar com a Suplan para definir uma ação conjunta para o Bessa".

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.