Hervázio confirma atrito com Lauremília e Ruy

Em uma entrevista contundente dada ontem à noite ao Padre Albeni, no programa Bastidores, da TV Master, o vereador Hervázio Bezerra (PSDB) comentou os desdobramentos de sua provável composição com o grupo político do governador Ricardo Coutinho (PSB). Ele falou sobre temas delicados como a reação hostil da ex-vice-governadora da Paraíba, Lauremília Lucena à sua aproximação com o chefe do executivo e também mandou um recado duro ao deputado federal Ruy Carneiro (PSDB) que previu "um prejuízo eleitoral" ao colega por causa da mudança de postura política.

 
Apesar de ter tratado sobre a eventual adesão a Ricardo Coutinho, Hervázio não disse se decidiu assumir a vaga a ser deixada por Manoel Ludgério (PDT) que passará a ser presidente da PBPrev, órgão que carece do status de secretaria para que o parlamentar possa licenciar-se sem prejuízo do mandato:
 
– Eu estou preparado. Na hora que se oficializar a vaga, vou anunciar à Paraíba qual será minha decisão. Sei que vou agradar a uns e desagradar a outros. Nas consultas que eu fiz, já teve quem dissesse, irritado, que eu não poderia morrer vereador, que eu teria que passar pela Assembleia. Não vou aceitar essa pecha de traidor. Quanto à conversa que Lauremília não gostou, eu estava na casa do senador Cícero e na casa dela. Se ela não gostou, se saiu alguma informação que não partiu de mim, acho que é preciso ouvir Cícero ou Lauremília. Eu não vou responder. A minha amizade e respeito pelos dois, pela família, não permite fazer isso.
 
O tucano acrescentou que ainda não conversou com a prima, Fátima Bezerra Cavalcanti, mas pretende falar com ela sobre os últimos acontecimentos de sua vida política:
 
– Eu seria irresponsável se dissesse que a decisão política quem vai tomar será minha prima, amiga e eleitora Fátima. Devo muito a ela, que pedia votos para mim. Seria irresponsabilidade consultar a desembargadora para me orientar. Vou conversar, sim, mas com minha prima, a quem tenho atenção e respeito, além de boa parte da votação que recebi.
 
Sobre Ruy Carneiro, Hervázio se referiu de maneira mais magoada. Ele não gostou da declaração de Ruy segundo a qual seus eleitores não entenderão como Hervázio deixou de ser oposição ferrenha a Ricardo para aliar-se a ele. O presidente do PSDB de João Pessoa previu "um prejuízo eleitoral" para o colega, no futuro, por causa da mudança de rota:
 
– Ruy é um deputado vitorioso, mas já teve derrotas para prefeito de João Pessoa. Eu consultei várias pessoas sobre a possibilidade de assumir a vaga na Assembleia. Meus irmãos, meus parentes, meus amigos, o senador Cícero, o governador Ricardo Coutinho, recebi inúmeros telefonemas dos eleitores, mas, sinceramente, uma pessoa que não lembrei de consultar foi Ruy Carneiro. Sabe por que não lembrei? porque quando a gente procura um conselho, procura de quem tem decisão. Ruy às vezes fica indeciso. Todo mundo sabe quem eu votei para governador. Sabe em quem Cícero votou. E quem Cássio votou. Mas, em quem Ruy votou? Ele disse que não votaria em ninguém. Um político tem que direcionar seus liderados. Como é que se faz uma campanha para deputado federal e não encaminha os eleitores para decidir o futuro da Paraíba? Isso é correto? Nunca fiz essa censura pública, mas as colocações de Ruy foram extremamente infelizes, primeiro porque não pedi o conselho dele. Conselho só se dá quando se pede. Segundo, ele não tem bola de cristal. Ele já foi vitorioso, mas já teve uma votação humilhante para prefeito de João Pessoa. Não consultei Ruy Carneiro, que perdeu uma oportunidade de ficar calado. Não me senti na obrigação e nem na necessidade de consulta-lo.
 

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.