Hervázio Bezerra defende construção da ponte de Lucena

A retomada do projeto de construção da ponte ligando a cidade de Cabedelo ao município de Lucena, como forma de “desafogar” o trânsito em João Pessoa, foi defendida na manhã de hoje pelo deputado Hervázio Bezerra (PSDB). 
 
O parlamentar informou que a proposta será levada ao governador Ricardo Coutinho. “Estarei formalizando esta proposta, a qual será entregue ao governo. E este sonho poderá virar realidade, se o projeto for encampado pela classe política paraibana”, declarou.
 
O deputado ressaltou que o momento é oportuno para a Paraíba, no sentido de conseguir recurso junto ao governo federal, ao lembrar que o Estado conta agora com um ministro de Estado, Agnaldo Ribeiro, titular do Ministério das Cidades. “Temos, agora, o ministro Agnaldo Ribeiro que, acredito, será um forte aliado para a concretização deste sonho.  O que falta é a união de todos em torno deste projeto”, comentou. 
 
Ao justificar a propositura, Hervázio Bezerra disse que a construção da ponte vai “desafogar” o tráfego de veículos no denominado “trecho urbano” da BR 230, entre a saída de Cabedelo e o viaduto de Oitizeiro. Com a ponte, segundo o parlamentar, a rota de veículos pesados (caminhões) que diariamente circulam com cargas no trecho citado seria desviada para o litoral norte, a partir de Lucena. 
 
Hervázio Bezerra acrescentou: “Hoje, um caminhão que sai de Cabedelo com destino a Natal, por exemplo, é obrigado a passar por dentro de João Pessoa e parte de Bayeux , para pegar a BR 101, já em Santa Rita. Com a ponte, esse percurso, o qual julgo desnecessário , seria evitado. De Cabedelo, o caminhoneiro pegaria a 101 já na altura do município de Lucena”, explicou. 
 
Ainda como justificativa, o parlamentar tucano citou o exemplo do Rio Grande do Norte, que construiu uma ponte ligando Natal à praia de Redinha, obra que, segundo Hervázio, garantiu mobilidade a capital potiguar, agilizando o trânsito entre as praias de Natal e o litoral norte daquele estado. 
 
O deputado lembrou também que o projeto da ponte foi idealizado no governo Cássio Cunha Lima, não teve seguimento no governo Maranhão, mas pode ser retomado agora. 
 
Ele acrescentou que o projeto não precisa ser necessariamente da gestão Ricardo Coutinho, mas sim do povo paraibano. “Este deve ser um projeto do povo paraibano. Não tenho dúvida que será a saída para a mobilidade urbana da área metropolitana de João Pessoa”, defendeu.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.