Guilherme se declara aflito com suspeição de Nilo e atraso em decisão

O deputado estadual Guilherme Almeida (PSB) declarou-se hoje aflito com o novo atraso que seu processo que pede a desfiliação do PSB por justa causa vai sofrer. A demora se deve ao fato de o desembargador Nilo Ramalho, relator de seu processo, ter se averbado suspeito hoje, causando a redistribuição da matéria para outro membro da Corte Eleitoral.

"Estou aflito. Entrei com meu pedido de desfiliação no tempo hábil e tenho prazo para resolver minhas questões partidárias. Até o fim de setembro, já tenho que estar filiado a uma outra legenda. Não posso ser prejudicado pela demora causada por problemas da própria Justiça", disse Guilherme.

Ele adiantou que vai procurar o novo relator, tão logo ele seja designado, para pedir urgência na emissãoda decisão sobre seu pedido de desfiliação: "Eu estava tranquilo em relação a esse caso, mas agora, estou preocupado e vou consultar meus advogados sobre quais medidas poderei tomar para garantir a celeridade na conclusão da matéria, senão ela perde seu sentido. Há pouco tempo para resolver esse problema", resumiu.

Guilherme Almeida pediu para deixar o PSB sem prejuízo de seu mandato para poder assumir a Secretaria de Interiorização do Governo do Estado, cargo para o qual foi convidado pelo governador José Maranhão. O partido, contudo, cita uma resolução que impede os deputados estaduais de assumirem funções no Governo Estadual. Sentindo-se prejudicado, Guilherme chegou a acusar a agremiação de ter falsificado a ata da reunião em que supostamente teria sido decidido o veto à chegada de parlamentares socialistas a funções no Governo Estadual.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.