Grupo paranaense que fatura mais de R$ 1 bi/ano quer se instalar na PB

O Grupo Gazin, empresa paranaense que atua nas áreas industrial e de distribuição de mercadorias no atacado e varejo, e com isso fatura mais de R$ 1 bilhão por ano e que emprega mais de 3 mil empregados em oito estados, quer instalar um Centro de Distribuição (CD) em Campina Grande (PB), ainda em 2009, com investimento de R$ 7 milhões e criação de 50 empregos diretos.

Foi o que informou o diretor presidente da Gazin – Indústria e Comércio de Móveis e Eletrodomésticos Ltda., Mário Valério Gazin, durante reunião com os secretários Edivaldo da Nóbrega, do Turismo e Desenvolvimento Econômico (STDE) do Estado, e Alex Azevedo, do Desenvolvimento Econômico de Campina Grande.

“Os planos do nosso grupo são para instalar um Centro de Distribuição ainda este ano em Campina Grande. Para tanto, recursos da ordem de R$ 7 milhões já estão garantidos. Só estamos na dependência de conseguir um terreno ou um imóvel adequado para alugar. E para isso contamos com a ajuda do Governo do Estado e da Prefeitura daquela cidade”, revelou o empresário.

Nova indústria – Gazin disse que se tudo ocorrer como planejado, dois anos após a instalação de um Centro de Distribuição, o grupo iniciará o processo de implantação de mais uma indústria de móveis, colchões, estofados e espuma na Paraíba. “É o mesmo que fizemos na Bahia: em 2006, instalamos o CD e, em 2009, vamos iniciar a fábrica. Na Paraíba a indústria deverá gerar mais de 200 empregos”, acrescentou.

O gerente da Gazin, Osmar Della Valentina, também presente à reunião, disse que “o grupo atua no mercado varejista e atacadista de móveis, eletrodomésticos, colchões e estofados há 42 anos, oferecendo a mais alta qualidade em produtos, pontualidade na entrega e atendimento diferenciado”.

Estrutura – Com matriz no município paranaense de Douradina, o Gazin está instalado também nos estados da Bahia, com um CD; Amazonas, duas filiais; Acre, 14 filiais; Rondônia, 36 filiais, um CD e uma indústria de estofados, colchões e espuma; Rio Grande do Sul, uma indústria; Espírito Santo, um CD; Mato Grosso, 70 filiais, um CD e uma assistência técnica; e Mato Grosso do Sul, 27 filiais. A maior estrutura está no Paraná, onde a empresa possui a matriz, duas filiais, loja virtual (www.gazin.com.br), central de televendas com atacado, um CD, duas indústrias de móveis, colchões, estofados e espuma, unidade de serviços, Concessionária Autorizada Dayun Motos, um auto posto e assistência técnica. 

Incentivos – Para o secretário Edivaldo Nóbrega, “trata-se de um grupo dos mais respeitados do Brasil, com milhares de empregados e muitas premiações nacionais de revistas importantes, que está vindo para a Paraíba, porque o Governo do Estado vem proporcionando a quem aqui se instala incentivos fiscais e locacionais”.

As ações de atração de novos empreendimentos para o Estado são executadas pela STDE, através da Companhia de Desenvolvimento da Paraíba (Cinep) que gerencia o Fundo de Desenvolvimento Industrial (Fain) e os distritos industriais, bem como outros incentivos de infraestrutura, com a venda de terrenos a preços subsidiados, energia elétrica, gás natural, água potável, além de todo um apoio institucional.

O secretário acompanhou os paranaenses em visitas aos locais onde o Centro de Distribuição poderá se instalar, destacando a parceria com a Prefeitura de Campina Grande. “Em comparação com os outros Estados, oferecemos um nível de segurança bastante eficiente, com boas universidades, escolas técnicas e de nível médio de boa qualidade, hospitais, boas estradas, um aeroporto e um porto bem localizados e rede ferroviária, que são um excelente atrativo para novos empreendedores”, concluiu Edivaldo.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.