Grupo de Couto reage a Cartaxo: Vice não tem autoridade para censura

Um aliado do deputado federal Luiz Couto, Carlos Alberto, membro da executiva estadual do PT, procurou a reportagem do Parlamentopb para comentar o teor da nota emitida hoje e publicada pelo site pelo vice governador do do Estado, Luciano Cartaxo. O documento que gerou a reação de Carlos traz uma série de contestações ao discurso feito por Couto na tribuna da Câmara dos Deputados, com queixas contundentes ao governo de José Maranhão (PMDB).

"Falta consistência política a Luciano Cartaxo para que ele possa fazer censura a Luiz Couto. Ele deveria ser vigilante, como o PT, em relação à enxurrada de nomeações de parentes de membros do Governo Maranhão e a representantes do judiciário paraibano. Onde estava Cartaxo quando surgiu o escândalo do perdão da dívida ao Moinho Dias Branco? Se não fosse a imprensa e o Fisco, nada disso teria sido revisto. E o vice-governador? por que ele fica tão quieto? Ele também está fazendo sua festa?", indagou Carlos.

Para o militante petista, a avaliação da maior parte do partido é de que o Governo Maranhão III tem fraco desempenho, especialmente em segurança e transparência: "Além disso, é clara a falta de perspectiva de desenvolvimento do Estado por parte do Governo".

Finalmente, Carlos afirmou que as críticas de Luciano a Couto são inconsistentes pelo histórico do vice-governador: "Ele agiu em seu próprio interesse quando divergiu do partido e se recusou a assumir uma vaga como deputado estadual, preferindo continuar como vereador. Isso foi uma decisão conveniente para ele. Luciano até foge de suas obrigações econômicas com o partido", finalizou.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.