Gratuidade nos estacionamentos volta à tona em pronunciamento na Câmara

Na sessão ordinária da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP) desta terça-feira (20), o vereador Mangueira (PMDB) usou a tribuna para comentar sobre a receptividade que vem tendo seu movimento popular, que está arrecadando assinaturas para aprovar a gratuidade nos principais estacionamentos dos estabelecimentos da cidade.

Desde o último dia 9 de novembro, o parlamentar iniciou um movimento no Ponto de Cem Reis, no centro da cidade, para coletar assinaturas em um abaixo-assinado com o objetivo de possibilitar a aprovação de uma matéria, de sua autoria, que dispõe que os shoppings, hospitais e universidades deixem de cobrar aos seus usuários a taxa pela utilização dos estacionamentos.

Com o slogan "Estacionamento Gratuito. Vamos Aprovar esse Projeto", Mangueira pretende conseguir cerca de 20 mil assinaturas dos cidadãos de João Pessoa, argumentando que os clientes que freqüentam esses estabelecimentos já gastam dinheiro em compras, alimentação, atendimento médico e pagamentos de serviços essenciais. Ele pretende apresentar novamente o projeto na Câmara no início do próximo ano. O parlamentar comentou que em diversas cidades do país esta prerrogativa já é uma realidade.

“Nosso movimento está sendo bem aceito em todos os bairros onde passamos coletando assinaturas, as pessoas nos procuram para contribuir. Acredito que até março do próximo ano já teremos 20 mil assinaturas. Já consegui uma vitória nessa Casa que muitos não acreditavam: consegui aprovar, por unanimidade, a gratuidade das carteiras estudantis para os alunos regularmente matriculados nas escolas do município”, lembrou Mangueira.

Zona Azul e Reivindicação

Mangueira ainda lembrou que está encampando outra batalha para conhecer os meandros que estão por trás da atuação da "Zona Azul" na cidade. O parlamentar vem tentando saber como funciona a empresa que cuida dos estacionamentos em vias públicas no centro da cidade.

– Não entendo como uma empresa que presta serviço ao município não emite cupom fiscal ao cliente no ato do pagamento. Como fica a prestação de contas dessa empresa. Qual a área de abrangência dela. Já solicitei essas informações e não obtive êxito, disse.

Outra prerrogativa tratada pelo vereador em seu pronunciamento foi uma reivindicação junto à Secretaria de Esporte e Lazer do Estado para efetuar o pagamento de diversos profissionais de Educação Física, que prestaram serviços através de um concurso e não receberam pagamento. Ele também comentou que foi informado que os recursos financeiros para o programa já foram disponibilizados pelo Governo Federal.

 

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.