Governo federal paga R$ 177 por cada homem enviado à Paraíba

O Major Alexandre Augusto Aragon, coordenador da Força Nacional de Segurança Pública, disse na tarde de hoje, que os policiais que virão à Paraíba, a pedido do governador Ricardo Coutinho, no intuito de reforçar a segurança no período do carnaval, uma vez que parte dos policiais militares está em greve, será suficiente para atender a demanda do estado, mas caso haja necessidade o número poderá ser aumentado.

– Vai ter quantitativo suficiente par atender a demanda inicial e podemos aumenta-lo conforme a necessidade do Estado.  Nós temos uma companhia em andamento e uma companhia gira em torno de cem homens. Existem outros locais de onde podem surgir pessoas. O efetivo inicial é um, mas pode ser aumentado ou diminuído, depende do planejamento do estado.

O Major explicou ainda como será a atuação desses policiais na Paraíba e quando pretendem chegar ao Estado.

– Nós temos dois modos de chegar, tanto pela via terrestre como pela via aérea. Os nossos homens podem chegar parte do efetivo hoje, se o governo entender por bem que é necessário. Eles irão de avião e uma outra tropa chega na madrugada de quinta-feira, por terra.

Ainda de acordo com o Major, existe um custo diário de cada policial que será pago pelo governo federal.

– Cada homem custa diariamente R$ 177,00 e quem paga é o governo federal.

O Comandante não estimou quanto tempo as tropas federais ficarão na Paraíba, mas adiantou que o período será acertado entre os governos federal e estadual.

– A Força Nacional obedece o planejamento do Estado, então quando nós estivermos aí, já temos inclusive uma equipe atuando aí, em contato com o governo do Estado, decidiremos os locais de atuação. Com relação ao tempo de permanência, é até quando o governo do estado entender por bem.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.