Governo encerra diálogo e pede ilegalidade da greve dos delegados

O procurador geral do Estado, José Edísio Souto, revelou em entrevista ao Parlamentopb que deve encaminhar ao Tribunal de Justiça até o final da tarde de hoje um pedido para que seja decretada a ilegalidade da greve dos delegados de polícia civil. Segundo Edísio, a determinação foi repassada a ele pelo governador José Maranhão (PMDB) ainda ontem: "Ele acredita que foram esgotadas todas as tentativas de dialogar com a categoria, que não entendeu a situação financeira do Estado. Por isso, vamos encaminhar ao TJ o pedido de ilegalidade da greve", disse.

Mais cedo, durante a solenidade de posse do novo secretário de Planejamento do Estado, Osman Cartaxo, alguns representantes dos delegados tentaram conversar com o secretário de Segurança, Gustavo Gominho, mas não conseguiram. Gominho informou que não havia mais condições de dialogar e que não falaria mais sobre a greve.

A greve dos delegados já dura 33 dias. A categoria busca a paridade salarial com os promotores de Justiça.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.