Governo deve fechar proposta de reajuste para aposentados hoje

O governo deve fechar hoje uma proposta de reajuste para os aposentados e pensionistas. Segundo o líder do governo na Câmara, Henrique Fontana (PT-RS), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva resolveu consultar os líderes da base aliada no Congresso, em uma reunião marcada no CCBB (Centro Cultural Banco do Brasil) –sede provisória do governo– antes de bater o martelo.

A proposta que mais tem força no governo prevê um aumento de 6,3% nas aposentadorias com valores acima do salário mínimo a partir de janeiro de 2010. Esse índice seria composto pela reposição da inflação e 50% do crescimento do PIB (Produto Interno Bruto) registrado em 2008.

No encontro, o governo deve tentar garantir o compromisso de que a proposta será votada por meio de medida provisória. "É fundamental ouvir todos os lideres da base. Nessa reunião, o presidente vai decidir de que forma encaminhar esta proposta de acordo com as centrais sindicais que altera a aposentadoria, as condições de aposentadoria e garante este reajuste acima da inflação, de acordo com a metade do crescimento da economia", disse.

A intenção do governo é organizar os líderes dos partidos aliados para retirar do projeto a emenda que equipara os benefícios do INSS acima do mínimo, transformando em destaque de plenário, para que a maioria governista consiga aprovar o texto de valorização do salário mínimo sem a polêmica dos aposentados.

O reajuste das aposentadorias viria, então, por meio de MP (medida provisória) após novo acordo que está sendo costurado pelo presidente Lula junto aos sindicalistas e Ministério da Previdência.

Segundo Fontana, a equipe econômica ainda continua resistente à proposta. "A área econômica voltou a colocar que as condições das finanças do país são bastante difíceis, a arrecadação está caindo, mas entende que este padrão de proposta que foi feito, que foi fruto de toda negociação, se tiver concordância de todos os líderes da base, deve ser aceita", afirmou.

O líder disse que é natural que os aposentados reivindiquem um reajuste maior. "Nós compreendemos que os aposentados lutam sempre pelo maior, mas este ganho acima da inflação é uma conquista importante", disse.

Folha Online

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.