Governador garante que não vai rever exoneração do diretor do Lyceu

O governador Ricardo Coutinho (PSB) descartou hoje, em Brasília, a possibilidade de rever a decisão que tirou do cargo o diretor do Lyceu Paraibano, Abraão Carvalho. Por causa da saída do professor, estudantes têm feito protestos e chegaram a ocupar pela manhã a galeria da Assembleia Legislativa, onde pressionaram e conseguiram fazer com que o secretário de Educação Afonso Scocuglia fosse convocado a explicar o processo pelo qual o diretor foi retirado do posto.

Ao comentar o assunto, o governador alegou que a exoneração de Abraão Carvalho não é um assunto da pauta da administração estadual.

– Isto não faz parte da pauta do Governo. A comissão eleitoral é que tomou essa atitude. Eu não mexi na comissão eleitoral, que é a mesma de muitos anos. Eu não mudei absolutamente ninguém. Foi uma decisão unânime da comissão, composta inclusive pela APLP e pelo Sintep. O Governo apenas respeitou o que a comissão entendeu ser correto e essa decisão não é possível ser revista. Vamos fazer um novo processo eleitoral até novembro, junto com outras escolas onde houve falhas nas eleições. Essas eleições foram realizadas no ano passado. Essa discussão não é do poder executivo. Eu não poderia desmoralizar a comissão, o regimento e todo o processo.

O requerimento que convocou o secretário de Educação do Estado, Afonso Scocuglia, foi apresentado pelo deputado Gervásio Filho (PMDB) e teve aprovação unânime depois que estudantes se revezaram na tribuna da Assembleia Legislativa criticando a exoneração do diretor do Lyceu Paraibano.

TAGS

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.