Governador do DF declara apoio a Weslian Roriz

O governador do Distrito Federal, Rogério Rosso (PMDB), declarou neste domingo apoio à candidata Weslian (PSC), mulher de Joaquim Roriz (PSC), que renunciou à disputa ao governo do DF na última sexta-feira.

Roriz desistiu de concorrer após o impasse sobre a aplicação ou não da Lei da Ficha Limpa neste ano. Ele já havia sido barrado pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral) e, ao recorrer ao STF (Supremo Tribunal Federal), viu sua situação permanecer indefinida: houve empate no julgamento, que foi suspenso na última sexta-feira.

Rosso disse que ficou "neutro" até o momento, mas resolveu dar apoio a uma das candidaturas do DF quando soube que Weslian tomaria o lugar do marido na disputa.

"Foi ela quem me estimulou a entrar na política. Estou dando apoio como um amigo", afirmou, após sair da casa de Joaquim e Weslian, que fica em um bairro nobre de Brasília.

Rosso vai na contramão de seu próprio partido, que integra a chapa adversária. Tadeu Filippelli (PMDB) é o vice da chapa do petista Agnelo Queiroz, que está na frente na disputa ao governo do DF. Segundo pesquisa Datafolha, publicada na última sexta-feira, Agnelo tinha 41% contra seu então adversário Joaquim Roriz.

"Não serei ingrato. Foi dona Weslian quem me estimulou a entrar na política", justificou Rosso, que assumiu o governo do DF em abril, após a longa crise política ter abalado a capital do país.

Segundo Rosso, Weslian foi a principal cabo eleitoral de sua campanha por uma vaga na Câmara dos Deputados, em 2006.

"Ela subiu várias vezes em trio elétrico ao meu lado e me deu suporte na campanha", afirmou.

Apesar de declarar apoio à mulher de Roriz, o governador do DF disse que não planeja gravar mensagens para o horário eleitoral gratuito da candidata. "Isso não está sendo avaliado", disse.

Folha Online

TAGS

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.