Governador da Paraíba reclama de pesquisa não divulgada pelo Correio, que não comenta

O governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB), usou seu perfil no Twitter para criticar o fato de ter sido abortada a divulgação de uma pesquisa eleitoral encomendada pela Tv Correio/Record realizada pelo Instituto Real Time Big Data, coordenado por Bruno Soller, de São Paulo. Os números deveriam ter sido conhecidos na noite de ontem, mas não foram anunciados. Nos bastidores, comenta-se que a decisão de não tornar a pesquisa pública teria sido tomada em conjunto pela emissora paraibana e a Record Nacional.

Alguns sites divulgaram ter havido uma discussão séria entre os representantes do Instituto e os diretores da TV Correio com troca de acusações de lado a lado.

Enquanto isso, na Paraíba, o PTC (Partido Trabalhista Cristão) ligado ao pré-candidato ao governo da Paraíba, Lucélio Cartaxo (PV) pediu suspensão da divulgação da pesquisa no Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB).

O ParlamentoPB, por sua vez, entrou em contato com a diretora executiva do Sistema Correio de Comunicação, Beatriz Ribeiro, que não atendeu às chamadas e nem respondeu à mensagem de WhatsApp enviada. Também foram feitas ligações para a empresa Travessia Estratégia & Marketing, de propriedade de Bruno Soller, diretor do Instituto Real Time Big Data, cuja página na internet não fornece número de contato. Ninguém atendeu. Foi deixada uma mensagem na caixa da Travessia no Facebook.

O compromisso de ouvir todos os lados foi buscado pelo ParlamentoPB. Infelizmente, até agora, só um quis se pronunciar.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.