Governador autoriza investimento de R$ 2,5 milhões para sistema sanitário, no Sertão

O governador João Azevêdo autorizou, neste sábado (27), o início das obras de implantação da primeira etapa do sistema de esgotamento sanitário do município de Poço de José de Moura, no Sertão da Paraíba. A obra representa um investimento de R$ 2,5 milhões – oriundos do tesouro estadual e da Fundação Nacional de Saúde (Funasa) – e irá beneficiar diretamente 3.450 paraibanos.

João ressaltou que a obra terá impacto positivo na saúde e na qualidade de vida da população. “Saneamento é fundamental porque resulta em casos, cada vez menores, de doenças. Quando se implanta um sistema de esgotamento numa cidade, o reflexo na saúde é imediato”, explicou.

Ele também assegurou que irá retornar ao município para autorizar novas obras. “A forma que entendemos de administração é com assinaturas de convênios, ações e participação popular. O Governo do Estado tem um olhar diferente para essa Região e vai continuar desta forma, sempre com o mapa olhando para Poço de José de Moura”, acrescentou.

O presidente da Companhia de Águas e Esgoto da Paraíba (Cagepa), Marcos Vinícius, afirmou que a obra tem um impacto significativo na saúde da população e gera emprego e renda. “A gestão promove uma série de ações que visa garantir saúde pública num município de pequeno porte, mostrando que o olhar do Governo é para todas as cidades da Paraíba e o nosso objetivo é de atender toda população paraibana com água de qualidade e esgoto tratado, preservando o meio ambiente e garantindo a sustentabilidade das gerações futuras”, frisou.

O sistema de esgotamento sanitário consiste em rede coletora com extensão de 2.222 metros; execução de 177 ligações domiciliares; e implantações da estação elevatória de esgotos com vazão de 21m³/h e da estação de tratamento de esgotos do tipo lagoa de estabilização.

Prestigiaram a solenidade, a vice-governadora Lígia Feliciano, o deputado federal Wilson Santiago, o deputado estadual Wilson Filho, prefeitos e vereadores da região e auxiliares do Governo do Estado.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.