Gilvan mantém distanciamento de Ricardo e defende Veneziano com Cartaxo

O ex-deputado federal Gilvan Freire (PTB) revelou hoje ao Parlamentopb que mantém sua decisão de se afastar politicamente do prefeito de João Pessoa, Ricardo Coutinho (PSB). Gilvan disse que, até agora, Ricardo não o procurou para conversar e considera o distanciamento como um fato irreversível: "Não falei com Ricardo. Ele não me procurou. Apenas enviou interlocutores, mas o motivo da minha decisão é irreversível", disse Gilvan, numa referência à sua principal queixa: falta de atenção e traquejo político do prefeito.

Na entrevista, o ex-deputado federal admitiu a hipótese de se filiar ao PMDB: "O PMDB é meu plano B", disse, claramente, explicando que vai aguardar até setembro para definir sua legenda: "Se notar que não há condições de sobrevivência política, vou chamar o PTB para conversar e expor a situação". Ao mesmo tempo em que considera inevitável a polarização da disputa pelo Governo do Estado entre Ricardo Coutinho e Veneziano Vital do Rêgo, Gilvan citou Luciano Cartaxo como ideal para formar a chapa peemedebista, na condição de vice.

"Luciano é um jovem, ponderado, maduro e que atua politicamente, com força, sem atrair para si as contestações", declarou Gilvan.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.