Gilvan defende Governo e aconselha quem votar contra empréstimo a usar saia

Conhecido pela forma direta com que sempre se portou, o ex-deputado Gilvan Freire, dissidente do PTB e pronto para assinar sua ficha de filiação ao PMDB, defendeu hoje o pedido de autorização para contração de empréstimo do Governo que está parado na Assembleia Legislativa. De acordo com o texto, o executivo estadual precisa de R$ 191,5 milhões para repor perdas decorrentes do Fundo de Participação dos Estados (FPE).

Para Gilvan, a oposição não pode continuar adiando a votação da matéria, cujo parecer inicial sequer foi emitido pela Comissão de Constituição e Justiça. Ela ainda tem que passar pela Comissão de Orçamento antes de ir a plenário.

"O pedido de empréstimo é pertinente. Se os deputados queriam explicações, eles tinham direito a pedir. O Governo enviou e não há mais motivo para se adiar essa apreciação. A matéria tem que ser votada e aprovada porque os deputados são senhores de si. Se fosse eu, me insurgia contra quem mandasse ser contra. Quem não aprovar, quem votar contra o empréstimo tem que vestir uma saia e admitir que é marionete das lideranças políticas", declarou.

A assinatura da ficha de filiação de Gilvan Freire deve acontecer na semana que vem com uma festa do PMDB.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.