Gilmar Mendes autoriza habeas corpus de suspeito de ser “laranja” dos Coutinho

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, concedeu o habeas corpus pedido pela defesa de Breno Pahim Neto, que havia sido posto em liberdade ontem por decisão do desembargador Ricardo Vital, que revogou a prisão do rapaz. Breno é suspeito de ter atuado como “laranja” de Ricardo e Coriolano Coutinho na ocultação de patrimônio supostamente fruto de desvios de verbas da Saúde e Educação através de organizações sociais. Breno Neto é sobrinho de Breno Filho, casado com Raquel Coutinho, irmã de Ricardo e Coriolano.

 

Comentários