Gervásio se posiciona contra cobrança de mensalidade nas universidades públicas

O deputado federal Gervásio Maia (PSB) fez forte pronunciamento nesta terça-feira (24), na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania da Câmara dos Deputados, contra a votação da proposta de emenda à Constituição (PEC) que estabelece a cobrança de mensalidades em universidades públicas brasileiras (PEC 206/19). A proposta estava prevista para votação, mas foi retirada de pauta.

Após muito debate, os deputados aprovaram requerimento para a realização de uma audiência pública sobre o tema. Apenas depois da audiência, ainda sem data marcada, a proposta deverá retornar à pauta.

Gervásio criticou a texto da PEC, afirmando que o governo usa o argumento do custeio das universidades para, mais uma vez, atacar a educação. “Enquanto o presidente Lula expandiu o ensino superior, criou novas universidades, institutos tecnológicos e levou o ensino superior aos rincões, Bolsonaro quer cobrar mensalidade e retirar o filho do povo da sala de aula”, pontuou.

Durante o discurso na CCJC, o vice-líder do PSB na Câmara dos Deputados, alertou sobre o retrocesso que representa a PEC 206. “É inacreditável! Um presidente medíocre, que não entende que a base de um povo é a educação. A PEC 206 representa mais uma, de tantas outras excrescências, de um grupo político que está desmontando o país”, afirmou Gervásio Maia.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.