Gervásio e Ludgério batem boca por causa de convocação de secretários

Uma sessão sem quorum para votações teve como fato mais relevante um bate boca entre o líder do Governo, Gervásio Filho (PMDB) e o de oposição, Manoel Ludgério (PDT). Os ânimos se exaltaram quando Manoel quis aprovar três requerimentos que tinham como objetivo convocar o procurador geral do Estado José Edísio Souto; o consultor jurídico do Governador, Assis Almeida; e o presidente do Conselho de Contribuintes, Alfredo Gomes, para a sessão da próxima terça-feira, 18, quando o secretário chefe da Casa Civil, Marcelo Weick, será sabatinado sobre seu polêmico parecer que anulou parte do auto de infração aplicado ao Moinho Dias Branco pelo Fisco.

Além das convocações, Ludgério apresentou requerimentos de informações pedindo cópias autenticadas do parecer do Procurador Geral do Estado, que revogou a decisão de Weick no caso do Moinho, além do procedimento fiscal 087.841.2007-0, que tem como partes a empresa e o Estado da Paraíba, bem como o parecer do consultor jurídico do Governador, Assis Almeida, sugerindo formalmente a anulação do parecer de Weick.

Quando o líder do Governo percebeu que havia poucos deputados em plenário, pediu a verificação do quorum, que não existia. A proposta de Ludgério para convocar os auxiliares de Maranhão, portanto, não poderia ser apreciada, embora os requerimentos de informações tenham sido encaminhados para a resposta correspondente. O oposicionista apelou por um acordo de lideranças para emplacar seus pedidos.

Gervásio Filho desconversou e voltou a dizer que não havia quorum, desagradando o colega, que reagiu:

"Ontem mesmo, vossa excelência parecia tão transparente. O que o Governo está querendo esconder?", indagou.

O líder do Governo, com ironia, respondeu:

"Vossa excelência está querendo o que? Aparecer? Se for isso, podemos travar um debate".

Da tribuna, Ludgério encerrou a pendenga:

"Sou uma pessoa humilde, deputado. Não sou afeito a esse tipo de comportamento".

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.