Gervásio confirma telefonema de Arthur e cobra votação de empréstimo

A tarde de hoje não tem sessão agendada para acontecer na Assembleia Legislativa. Mesmo assim, como foi antecipado com exclusividade pelo Parlamentopb, o líder do Governo, Gervásio Filho (PMDB) e mais oito deputados de situação compareceram ao plenário para pressionar pela apreciação do projeto encaminhado pelo Governo e que pede autorização para contrair R$ 191 milhões em empréstimo junto ao BNDES.

Gervásio também confirmou ter recebido um telefonema do presidente da Assembleia, Arthur Cunha Lima (PSDB), convocando-o para uma reunião na qual seria tratado sobre a agenda de votações. O líder governista, contudo, declarou não ver motivo para o adiamento das sessões para a semana que vem. Segundo ele, a alegação de que os trabalhos no sistema de refrigeração inviabilizariam a realização dos trabalhos legislativos não convence.

"O presidente me telefonou e disse que a Casa não tinha condições de realizar sessões e convocou uma reunião para hoje à tarde. Eu discordo. Acho que há condições de trabalhar, sim, mas ainda que não houvesse, poderíamos ir à OAB ou qualquer outro espaço público para discutir as questões que são importantes para o Estado da Paraíba", disse o líder.

A pressa da situação é para aprovar o pedido de R$ 191 milhões que o Governo quer conseguir junto ao BNDES para custear obras em todo do Estado. O dinheiro serviria, segundo o Governo, para compensar as quedas de repasses causadas pela crise econômica.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.