Gate esclarece que suposta bomba não passou de trote

O tenente Soares, do Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate) da Polícia Militar da Paraíba explicou no final da tarde de hoje que não passou de uma brincadeira de mau gosto a suposta ameaça de bomba no Centro Administrativo Estadual em Jaguaribe. A confusão começou quando um servidor recebeu uma ligação anônima dizendo que haveria um explosivo colocado no local. O boato se espalhou e dezenas de servidores deixaram suas salas temendo uma explosão. A PM foi chamada, vasculhou as dependências do Centro Administrativo, mas nada foi encontrado.

 
Em entrevista coletiva à imprensa, o tenente Soares afirmou que a evacuação do prédio teria sido inadequada. Segundo ele, em situações como a registrada hoje, o correto é acionar o Gate:
 
– O procedimento para quem recebe uma ligação telefônica assim é perguntar, no mínimo, onde se encontra essa bomba. Partindo daí, da localização, deve-se questionar quem ligou porque ela colocou o explosivo, quem ela quer atingir e o que ela utilizou.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.