Frei Anastácio diz que Cruz Vermelha mostra fragilidade do Governo

O deputado estadual Frei Anastácio (PT) disse hoje, que acha estranha essa decisão do governo estadual de entregar o hospital de Emergência e Trauma à Cruz Vermelha. “Isso deixa a entender que se trata de fragilidade na equipe do governo, que mostra não ter capacidade para administrar um hospital como esse”, disse Frei Anastácio.

Segundo o parlamentar, o hospital no governo Maranhão funcionava bem, sem ser preciso trazer pessoas de fora. “Será que na Paraíba não tem ninguém capacitado para gerir esse hospital, ou o governador está com outros interesses por trás disso”, indaga o deputado.

O petista disse ainda que não entende como é que o governo irá economizar R$ 4milhões, com as despesas do hospital, se não anunciou redução de gastos com custeio, nem com pessoal.Qual é a mágica,  precisamos saber”,disse o deputado acrescentando que quer ver mais explicações sobre o assunto,para poder votar a Media Provisória que o governo enviou à Assembléia. Ele garante que se a medida for boa para a população, que tanto sofre em busca de assistência de saúde, irá votar a favor.

Atuação durante o recesso

Frei Anastácio afirma que durante o recesso não parou de realizar suas atividades parlamentares. Só esta semana ele visitou oito municípios. “Eu estive em Esperança, Alagoa Nova, Riachão,Lagoa Seca,Guarabira,Pocinhos,Capim,Sapé e neste sábado irei visitar Pilões.Nessas visitas estou discutindo demandas da população, que irei trazer para o debate na Assembléia Legislativa”,disse o parlamentar.

Com a prorrogação do recesso parlamentar, por mais uma semana, Frei Anastácio disse que está programando atividades no sertão da Paraíba para a próxima semana. “Estaremos realizando reuniões em várias cidades, para discutir assuntos de interesse da população,falar sobre conjuntura política e fortalecimento do Partido dos Trabalhadores”,afirmou o parlamentar.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.