Filiados do PT vão às urnas para escolher o novo presidente do partido

Um milhão e 350 mil petistas estão aptos a votar nas eleições do Partido dos Trabalhadores (PT) neste domingo (22). O pleito vai ocorrer em todo o país e será destinado à escolha dos novos dirigentes do partido para o período 2010-2012, entre os quais os presidentes nacional, regionais e municipais da legenda.

O cargo de presidente nacional terá uma importância adicional, pois o eleito terá como missão comandar o PT nas eleições presidenciais de 2010. A votação será iniciada às 9h e está prevista para ocorrer até as 17h.

A apuração, no entanto, deve ser demorada, uma vez que o processo não é eletrônico. Os votos serão marcados em uma cédula única e depositados em uma urna. A contagem dos votos, segundo a assessoria do partido, deve ser encerrada somente no meio da semana.

Os candidatos à sucessão do presidente nacional do partido, deputado Ricardo Berzoini (PT-SP), são José Eduardo Dutra, de Sergipe, José Eduardo Cardozo (SP), Geraldo Magela (DF), Markus Sokol (SP), Iriny Lopes (ES) e Serge Goulart (SC).

Ricardo Berzoini não disputa a eleição deste domingo porque o regimento do PT impede que os filiados exerçam cargos na Executiva Nacional do partido por mais de três mandatos consecutivos. Em 2005, ele foi secretário-geral da legenda. No mesmo ano, foi eleito presidente nacional do PT, sendo reeleito em 2007.

O Processo de Eleição Direta (PED), como é denominado pelo partido, terá uma urna especial em Brasília destinada à votação dos petistas de outros estados que trabalham na capital brasileira. De acordo com informações do PT, 71 filiados estão cadastrados para votar na urna colocada na sede do Diretório Nacional.

Lula

Dentre os 71 petistas que devem votar neste domingo, estão o presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, a ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, e o presidente nacional do PT, Ricardo Berzoini. A assessoria de Lula informou que o presidente pretende votar pela manhã.

Para ser eleito, o novo presidente deverá obter 50% dos votos válidos mais um. A regra é a mesma para os cargos de presidente estadual e municipal do PT. O segundo turno da eleição está marcado para o dia 6 de dezembro.

Além dos novos presidentes, os petistas também irão escolher os integrantes dos diretórios nacional, estaduais, municipais e zonais. Como o voto é facultativo, as lideranças da legenda não calcularam uma estimativa de quantos filiados devem votar. Na última eleição, em 2007, 326 mil petistas compareceram às urnas em todo o país.

 

G1
 

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.