Filha de novo titular da Receita deixará de trabalhar para senador

O secretário da Receita Federal, Otacílio Cartaxo, afirmou ontem que sua filha, Leda Camila Cartaxo, pedirá amanhã exoneração do cargo que ocupa desde março no gabinete do senador Roberto Cavalcanti (PRB-PB) -acusado pelo Ministério Público Federal na Paraíba de envolvimento em um esquema de sonegação de impostos.

De acordo com reportagem publicada na revista "Época", Leda Camila assumiu o posto um mês depois de Cavalcanti ocupar o lugar do senador titular José Maranhão (PMDB), que deixou o Senado para assumir o governo da Paraíba.

"Conversei com Camila e, embora não exista nenhuma ilegalidade, não haja nenhum ato secreto, não é funcionária fantasma, está lá todos os dias, ela decidiu que pedirá exoneração", disse Cartaxo à Folha.

"Quando ela procurou por interesse próprio esse emprego, cheguei a aconselhá-la do contrário, para que estudasse para um concurso público", completou. O secretário disse que, devido ao cargo que ocupa, seria "desconfortável" a situação da filha no Senado.

O senador Cavalcanti foi citado no chamado "Escândalo da Fazenda Nacional". O Ministério Público apurou que as empresas envolvidas quitavam débitos por valores muito abaixo da dívida real. Ele nega as acusações. Cavalcanti é amigo da família Cartaxo há muitos anos e, segundo ele, seu gabinete precisava de uma assessora e Camila é formada em direito.

Cartaxo foi efetivado como secretário da Receita na última quinta-feira, depois de ocupar o posto interinamente por quase um mês. Ele substitui Lina Vieira, demitida depois de ficar apenas 11 meses no cargo.

Folha Online

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.