Fernando Milanez acusa oposição de querer intimidá-lo

Diovanne Filho

O vereador Fernando Milanez (PMDB) usou a tribuna da Câmara Municipal na manhã de hoje para se queixar de bilhetes que vinham sendo distribuidos relembrando o episódio que envolveu a morte de um taxista há 41 anos na Churrascaria Bambu, onde o parlamentar estava presente. Segundo ele, esta seria uma tentativa da oposição em intimidá-lo. O material, contudo, é apócrifo.

– Quem tem que ficar preocupado é quem mantém contratos irregulares, e vários outros problemas que nós mesmo já denunciamos aqui na Casa. Eles que escolham outro tema porque esse não vai me intimidar. E se foram atrás de um episódio de 41 anos é por que eu estou limpo quanto à minha vida política, ao contrário deles – disse.

Milanez acrescentou que a oposição estaria forçando uma barra para tentar trazer algum escândalo à tona sem sucesso.

– Além da calúnia e da estupidez deste ato, é uma prática intimidatória. Foram resgatar uma história de 40 anos e que lamento ter estado na hora errada e no lugar errado.

O líder de oposição lembrou que o caso já foi julgado pela justiça há algumas décadas, e provado que ele não teve nenhuma participação. O parlamentar finalizou dizendo que estes bilhetes não farão com que ele pare de falar no plenário da Casa.

– Não vão me calar – enfatizou.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.