Falecimentos abrem vagas na Academia Paraibana de Letras e no Iphan

Os falecimentos dos Acadêmicos José Rafael de Menezes e Luiz Hugo Guimarães deixam vagas duas cadeiras no Instituto Histórico e Geográfico Paraibano e duas na Academia Paraibana de Letras. Pelo que se comenta as instituições devem declarar a vacância dentro de 30 dias contados da data de falecimento dos ocupantes, mas, desde já, se sabe que os candidatos as cadeiras vazias já se movimentam em busca de votos.

Para o Instituto Histórico e Geográfico Paraibano comenta-se que são candidatos, entre outros, a Professora Auxiliadora Borba, ex-Pró-Reitora da Universidade Federal da Paraíba e o Desembargador Marcos Cavalcanti.

Na Academia Paraibana de Letras a disputa é mais acirrada. Na vaga do Acadêmico José Rafael de Menezes já buscam votos o ex-Secretário de Educação do Estado e ex-Reitor, Neroaldo Pontes de Azevedo, o médico e escritor Astênio César Fernandes e o Juiz Federal Alexandre de Luna Freire.

Já na vaga do Acadêmico Luiz Hugo Guimarães o nome cogitado é o do atual Secretário da Educação e Cultura do Estado, professor Francisco de Sales Gaudêncio.

Com o falecimento do Presidente do IHGP, Luiz Hugo Guimarães, a entidade passa a ser presidida pelo Historiador Humberto Fonseca de Lucena, professor universitário e ex-membro do Conselho Estadual de Cultura.

Lista Fatos e Letras

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.