Expedito Pereira pode ser candidato a prefeito pelo PSB

O seminário promovido pela direção do PSB de Bayeux, hoje, na Câmara de Vereadores, foi uma oportunidade de reaproximação e reagrupamento político do ex-prefeito Expedito Pereira com os correligionários e militantes do partido do governador Ricardo Coutinho. Depois da palestra sobre reforma política proferida pelo presidente do PSB de João Pessoa, Ronaldo Barbosa, os dirigentes do partido em Bayeux discursaram e não fizeram cerimônias para externar a simpatia e o desejo de ter Expedito Pereira de volta ao PSB para ser candidato a prefeito de Bayeux em 2012.

“O PSB vem conversando com vários nomes. Expedito procurou o partido e todas as possibilidades são possíveis. Nós estamos escolhendo candidaturas viáveis eleitoralmente e não podemos ir para uma aventura. O nosso candidato tem que ter conteúdo e não só rótulo. Internamente Expedito não tem dificuldades no partido. É um nome que passa pela comissão interna e vem sendo discutido em harmonia com a estadual”, destacou o presidente municipal André Ribeiro.

Um dos líderes do PSB de Bayeux, o secretário de organização Luciano Canuto, conhecido por Teté, foi mais firme e afirmou que vai defender o nome de Expedito Pereira publicamente como o candidato a prefeito de Bayeux do partido em 2012. “Expedito é o candidato que queremos no PSB”, disse.

O vereador Lico que no passado já foi um dos críticos de Expedito Pereira revelou certa simpatia pelo ingresso do médico no PSB. “Eu amadureci bastante na política e tem momentos que você tem que quebrar o retrovisor. O caminho é discutir o futuro e não olhar o passado”, refletiu.

Expedito Pereira que participou do começo ao fim do seminário disse ao Bayeux em Foco que tem tempo para avaliar qual o partido deverá se filiar, mas há uma grande perspectiva de fechar com o PSB, porém, mostrou receio de um possível golpe e disse que quer garantia do partido para sua candidatura.

“Eu tenho tempo e quem tem tempo não tem pressa. Estamos avaliando e preciso ter a garantia que vou ser o candidato do partido. São todas questões que estamos amadurecendo e acredito que há uma grande perspectiva de dar certo”, frisou o ex-prefeito.

No encontrou, também ficou claro que a definição para toda essa novela deve sair com o aval do governador Ricardo Coutinho no momento oportuno. Outra questão que preocupa o PSB é como se dará a participação do deputado estadual Domiciano Cabral (DEM), aliado de primeira hora do governador em 2010, no processo de sucessão municipal em Bayeux.

A avaliação é que tudo será resolvido na hora de filiação dos candidatos este ano e numa conversa com o governador sobre o cenário político do município.

Bayeux em Foco

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.