Expedito nega possibilidade de acordo com Jota Júnior

O deputado Expedito Pereira (PMDB), através de sua assessoria, negou que tenha procedência a informação de uma possível junção entre ele, o prefeito Jota Junior (PMDB) e o vice-prefeito, Domiciano Cabral (DEM). O deputado Expedito reuniu seus correligionários e reafirmou que "nunca e de forma alguma se juntaria a estes contraventores". Segundo o deputado Expedito Pereira se tivesse que se aliar "a contraventores" teria feito isso nas eleições de 2008, ao ex-deputado e agora vice-prefeito da cidade, Domiciano Cabral quando foi procurado para formar chapa colocando Sara Cabral como sua vice-prefeita. Segundo ele, se tivesse aceitado essa condição, hoje seria o prefeito da cidade.

Outra informação repassada por Expedito é que de forma alguma ele se aliará ao prefeito Jota Junior. Para o deputado, o prefeito traiu a confiança do povo, traiu os amigos e traiu aquele que lhe deu a mão para ser o prefeito da cidade. O deputado do PMDB ainda acrescentou que Jota por diversas vezes falou mal de Domiciano e Sara e hoje estão juntos tentando enganar o povo de Bayeux. "Em questão de enganação sabemos que este prefeito é perito, pois enganou a todos com um grande projeto que mudaria a cidade de  Bayeux, o povo acreditou e votou e hoje o que vemos é o descaso, o lixo na rua, a feira suja e as estradas todas esburacadas. Bayeux não aguenta mais essa irresponsabilidade administrativa e faremos o possível para tirarmos esses contraventores do poder. Bayeux não merece esse sofrimento. O povo de Bayeux é um povo digno e respeitado e merece respeito por parte dos políticos da cidade", disse ele.

Em nota distribuída à imprensa, Expedito reafirma que não tem intenção de celebrar qualquer aliança com Jota Júnior e Domiciano Cabral: "Jamais me aliaria a esses contraventores. Tenho princípios e acima de tudo caráter, é tanto que rompi com o atual prefeito. Quero dizer a todos que um dos  maiores galardões de um homem publico é a sua dignidade e a sua compostura e isso eu tenho de sobra”, finalizou Expedito Pereira.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.