Expedito diz que dívida de Bayeux beira os R$ 20 milhões

O prefeito de Bayeux, Expedito Pereira (PSB), concedeu entrevista coletiva na manhã desta sexta-feira (18). Na ocasião, ele afirmou que vai empenhar todos os esforços necessários para que sua equipe consiga restabelecer o equilíbrio das contas do município. As dívidas encontradas pela gestão do novo prefeito de Bayeux, nos cofres públicos da cidade, apresentam cifras milionárias e se espalham pelos mais importantes setores da administração do município.
 
Durante a coletiva, Expedito afirmou ter se deparado com apenas 25% da folha de pagamento do município em caixa depois de tomar posse. O secretário de Finanças do município, Zezito, expôs os números do rombo: “Ao todo, somados todos os setores e órgãos, herdamos uma dívida de quase R$ 19 milhões e 951 mil”. Mesmo com esta situação calamitosa, o prefeito ainda conseguiu garantir aos servidores o pagamento atrasado de dezembro, comprometendo valores arrecadados já para o mês de janeiro de 2013.
 
As dívidas deixadas pela gestão passada não param por aí e apenas com a Energisa, alcança o valor de quase R$ 400 mil reais acumulados. Já com a Cagepa, foram acumulados 96 meses consecutivos sem pagar nenhuma conta ao órgão estadual. Dívidas com altos valores também foram descobertas, algumas relacionadas aos serviços de aterro sanitário, R$ 180 mil, e coleta de lixo, R$ 1,6 milhões, em débitos com as empresas Rumos e Marquise, respectivamente. Dívidas de telefone e aluguéis de imóveis e veículos ainda somam mais de R$ 100 mil.
 
Negociações de dívidas não honradas com o Instituto de Previdência e Assistência dos Servidores Públicos (IPAM) deixaram débitos de 58 parcelas para a atual gestão de Expedito Pereira. Além disso, o atraso no repasse para o INSS foi de oito anos, ou seja, a gestão passada não pagou uma única prestação ao órgão em todo o tempo de administração da cidade. Por fim, de acordo com o secretário de Finanças, Bayeux apresenta atualmente uma dívida herdada pela gestão anterior no valor de quase 3 milhões de reais com o Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (PASEP) dos servidores municipais.
 
“Existe uma dívida muito maior com a população e que não aparece nesses números divulgados hoje: é a dívida social com o povo de Bayeux. O desrespeito e o descaso com o cidadão, com o pai de família é absurdo. Com a nossa gestão, isso vai mudar. Vamos dar uma cara nova para esta cidade através do trabalho, porque em nossa equipe não falta esforço e muito trabalho”, confirmou o vice-prefeito do município, Francisco Macedo.
 
Desde que foi empossado no dia 1º de janeiro, Expedito Pereira já conseguiu efetuar o pagamento dos salários atrasados aos servidores do município, tendo sido a primeira cidade da Paraíba a realizar tal ação. O mutirão de limpeza urbana já retirou cerca de 430 toneladas de lixo das ruas da cidade apenas nos primeiros 16 dias de mandato. Uma outra promessa de campanha, o mutirão da saúde, com cirurgias eletivas e exames de mamografia gratuitos para a população, deve começar a atender ainda este mês.
 
“É como venho afirmando: Bayeux agora tem prefeito! A minha prioridade é o mais humilde. Maior do que a dificuldade, é a vontade de fazer e de acertar”, garantiu Expedito Pereira em discurso que fechou a coletiva de imprensa.
 
Ações como: o recapeamento da Avenida Liberdade, o calçamento mais de 60 de ruas, uma quadra coberta na Escola Municipal Assis Chateaubriand, a construção da Escola Técnica, a finalização da obra do Estádio Lourival Caetano, o aumento das vagas do Pró Jovem no município e outras iniciativas de estudo e emprego que afastem os jovens das drogas são obras que o prefeito Expedito Pereira garantiu realizar e finalizar ainda nesta gestão.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.