Executiva do PT se reúne nesta terça e discute estratégia para eleições

A executiva estadual do Partido dos Trabalhadores da Paraíba se reúne a partir das 8h desta terça-feira, 15, na sua sede regional, em João Pessoa, para mais uma vez debater o posicionamento da legenda nas eleições estaduais de 2010. Em pauta, o Encontro Estadual do PT, a convenção partidária e as coligações majoritárias e proporcionais para o pleito de outubro.
 
Esta é mais uma de uma série de encontros que os petistas estão mantendo nos últimos dias, justamente para discutir a posição do partido na corrida eleitoral. E para o presidente da legenda na Paraíba, o deputado estadual Rodrigo Soares, estas reuniões estão em consonância com o histórico democrático do PT ao longo de seus 30 anos de lutas.
 
“No Partido dos Trabalhadores nada é decidido isoladamente. Estas reuniões servem, portanto, para ouvir todas as vezes e no final tomar a decisão que for majoritária”, explicou.
 
O Encontro Estadual do PT está marcado para este sábado, 19, quando a militância petista vai aprovar definitivamente as alianças que o partido vai firmar tanto da disputa proporcional como na majoritária.
 
Depois, até o dia 30 acontece a convenção estadual, quando as decisões firmadas durante o Encontro serão oficializadas. E também na reunião desta terça o diretório vai definir qual a data exata deste último encontro antes do início da campanha propriamente dita, que segundo a legislação eleitoral está marcada para o dia 6 de julho.
 
Com relação às coligações, o Partido dos Trabalhadores vai reafirmar na majoritária o apoio à reeleição do governador José Maranhão (PMDB), mas na proporcional ainda estão sendo analisadas as melhores opções. “Estamos definindo ainda, do ponto de vista estratégico, qual a melhor legenda para nos coligarmos na disputa proporcional. Amanhã acontece um novo debate sobre isto”, pondera Rodrigo.
 
As eleições proporcionais acontecem na disputa para deputado estadual e deputado federal e a intenção do PT é dobrar sua representação atual, que é de dois deputados estaduais e um deputado federal. “É por isto que temos que estudar todas as possibilidades e propostas antes da decisão final”, conclui.
 

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.