Ex-prefeito de Monteiro terá que devolver quase meio milhão à Funasa

Os artistas que se apresentaram nos shows do São João de Monteiro 2010 ainda não puderam receber os seus cachês, porque o Ministério do Turismo ainda não liberou os recursos. A construção da sede do SAMU Regional não pode ser concluída, porque o Ministério da Saúde não liberou o dinheiro. Outros convênios estão pendentes de liberação de recursos. Tudo isto por conta de uma inadimplência do ex-prefeito Carlos Batinga junto à FUNASA, em virtude de irregularidade na prestação de contas do Convênio nº 0327/01, que provocou a inclusão da Prefeitura de Monteiro no SIAFI/CAUC.
 
Através de documento expedido em 19/11/2010 e endereçado ao DEADM/DEPIN/PRESI, o Tomador de Contas Carlos Antonio Alves Basílio, da Funasa, solicitou a inscrição do ex-prefeito Carlos Alberto Batinga Chaves como responsável por impropriedades e irregularidades pela não aprovação da prestação de contas final – Parecer Financeira nº. 156/2010, gestão 2001 a 2004, cuja convenente é a Prefeitura Municipal de Monteiro. O ex-prefeito teria causado dano ao município no valor de R$ 128.000,00 que calculado com correção monetária e juros importa hoje no montante de R$ 436.089,60.
 
Com essa providência a Funasa está solicitando a suspensão da inadimplência CV 319/01,SIAFI nº. 438869 de modo que o débito deixa de figurar em nome da Prefeitura de Monteiro, sendo imputado ao gestor da época, Carlos Batinga.
 
Por conta dessa situação, o Ministério da Fazenda através da Secretaria do Tesouro Nacional já emitiu o DARF tendo Carlos Alberto Batinga Chaves como recolhedor aos cofres da Fundação Nacional de Saúde – Funasa do valor de R$ 436.089,60, com o prazo de recolhimento em 05/12/2010.
 
De posse da cópia desses documentos, a prefeita Edna Henrique está em Brasília tentando agilizar a retirada da Prefeitura de Monteiro do cadastro de inadimplência no CAUC, a fim de que o município possa receber os recursos já conveniados e saldar os compromissos.   
 
Comentando por telefone a respeito do assunto, a prefeita Edna Henrique lamentou que o município e consequentemente o povo de Monteiro esteja sendo penalizado pelas irregularidades praticadas por um ex-gestor. Ela acredita que o mais breve possível a situação será normalizada.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.