Ex-prefeito admite sair do PMDB e detona Benjamim Maranhão

Depois de problemas envolvendo Benjamim Maranhão (PMDB) e o vereador Mangueira de João Pessoa, outro peemedebista disparou críticas contra o deputado federal. O ex-suplente de deputado estadual e ex-prefeito de Bayeux Expedito Pereira (PMDB), revelou mágoas e traições na sua primeira entrevista após a derrota nas urnas ano passado quando disputou um vaga na Assembleia Legislativa.

Expedito disse que não rompeu com Benjamim Maranhão para apoiar Roberto Paulino, mas que foi traído e abandonado pelo sobrinho do ex-governador José Maranhão (PMDB). Segundo ele, Benjamim assumiu vários compromissos como”orientar algumas lideranças políticas para lhe apoiar, além de ajudas outras que ficou de dar e me abandonou”, desabafou.

“Eu fui traído e abandonado por Benjamim Maranhão. Algumas pessoas ligadas a ele diziam que é o pior candidato que o senhor poderia apoiar. Eu não recomendo ele a ninguém”, detonou Expedito Pereira.

O médico disse ainda que com o histórico negativo com Benjamim não acredita que terá espaço no PMDB para disputar as eleições. Expedito pretende sair do PMDB. “Tenho sido procurado por todos os partidos da Paraíba. Estou aguardando os acontecimentos”, disse o ex-prefeito de Bayeux revelando ainda conversas com o PSB de Ricardo Coutinho.

Bayeux em Foco

 

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.