Evento esvaziado discute criminalidade e tem desabafo do promotor

O promotor de Justiça de Bananeiras, Onéssimo Cezar Gomes da Silva Cruz, fez um desabafo na audiência pública promovida pelo Ministério Público da Paraíba em parceria com a Câmara Municipal de Bananeiras, ontem à tarde. Ele lamentou a ausência dos comandantes militares da região e acrescentou que sem policiais não há como fazer segurança pública. Ele se queixou da falta de policiais e disse que apenas dois trabalham na cidade. Em outro momento, disse que as viaturas compradas pelo Governo, quando muito, chegam a Araruna, terra natal de José Maranhão.

"Eu não vou dizer que me conformo com as ausências dos comandantes militares. Sequer o comandante de Solânea deu a mínima satisfação que não viria. Enquanto isso, podem sair à rua: temos dois soldados. Um na cadeia e outro na rua. Entregam 120 viaturas. Para onde vão? Para João Pessoa e Campina Grande. O máximo de interior que chegam é Araruna. Não adianta esconder a verdade", disse o promotor.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.