Estudante da UFPB ensina programação e robótica pela internet

Ensinar como programar e estimular o aprendizado em robótica é uns dos objetivos do estudante Mateus Antonio da Silva, do curso de Engenharia de Computação da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), no campus I, em João Pessoa. Por meio de lives temáticas, ele promove encontros semanais, nas sextas, sábados e domingos, sempre às 18h30, através da plataforma Twitch.

“Os encontros são abertos e qualquer pessoa que esteja on-line pode participar. O público-alvo é qualquer um que tenha interesse em programação e também em robótica, pois abordo temas variados entre desenvolvimento de software e de hardware também”, conta o estudante.

Até o momento, os encontros se resultaram na criação de um programa para visualizar fotos e vídeos de cachorros fofinhos, no intuito de descontrair. Além disso, foi desenvolvido um robô virtual para o aplicativo de mensagens Telegram.

“Estou criando um sistema de hardware e software com foco em Internet das Coisas, conceito que se refere à interconexão digital de objetos cotidianos com a internet. Nos vídeos, fazemos a leitura de documentação de softwares, super importante na nossa área; uso de banco de dados, consumo e criação de Application Programming Interface (API) e outras atividades”, informa Mateus.

A iniciativa começou em 2017, quando o estudante trabalhava como voluntário no Ramo Estudantil dos Institutos de Engenheiros Eletricistas e Eletrônicos (IEEE) da UFPB. No grupo, ele ministrava aulas de robótica no Centro de Informática, em João Pessoa.

“Eu comecei essas atividades em conjunto com outros alunos e as turmas foram crescendo gradativamente, até a chegar a um ponto em que tínhamos pessoas de cursos aparentemente sem afinidade, como Pedagogia, ou até mesmo de outras instituições, como do Instituto Federal da Paraíba (IFPB)”.

Ao longo dessa trajetória, o aluno da UFPB relata que adquiriu muita experiência trabalhando em projetos, programando e criando protótipos. Como o grupo de robótica cresceu,  ele resolveu se dedicar e focar em seu projeto pessoal.

“Com minha experiência estagiando em empresas e trabalhando em laboratórios de pesquisas, eu decidi tomar a mesma iniciativa do grupo de robótica para disseminar conhecimento, só que elaborando projetos mais complexos e com tecnologias utilizadas no mercado. De qualquer maneira, as iniciativas têm a mesma natureza: ensinar a quem não sabe, além de aprender com os outros durante o processo”.

No canal no Youtube, são postados vídeos de demonstração dos projetos. Futuramente, o estudante pretende publicar tutoriais sobre assuntos variados.

“Até agora, algumas pessoas se interessaram e assistem às lives. Outras acompanham projetos específicos. Como é bem recente, aos poucos, estou tentando construir um público e melhorando o nível dos projetos”.

Mateus Antonio é vice-presidente do capítulo estudantil RAS (Sociedade de Robótica e Automação), que integra o Ramo Estudantil do IEEE. Na próxima semana, começarão as atividades on-line do capítulo, nas segundas e quartas, às 18h, também por meio da plataforma de streaming  Twitch. Para acompanhar as novidades, basta seguir o perfil do estudante no Instagram.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.