Especialistas trazem tendências da moda floral para a PB

O segundo dia de programação do 5º Seminário de Floricultura e Plantas Ornamentais lotou a sala 5, do Espaço Cultural, em João Pessoa, onde aconteceram as palestras deste sábado, 3. O evento faz parte da grade de programação da "Feira do Empreendedor 2009", realizada pelo Sebrae, com patrocínio do Banco do Brasil.

Focando as oportunidades de comercialização para os empresários e lojistas do segmento, o seminário trata das perspectivas para o empreendedorismo na floricultura paraibana. “A partir deste evento, estamos tendo a chance de avaliar a interação entre o setor produtivo e a parte final da cadeia – como os decoradores e os donos de floriculturas – possibilitando um planejamento para a produção futura”, comentou Marcílio Santos, gerente a agência Sebrae Guarabira. “Muitas informações estão sendo adquiridas aqui, pois os palestrantes estão trazendo informações e tendências atualizadas dos grandes centros ditadores da moda na arte floral”, completou.

O dia começou com a palestra "Flores e a arte de decorar todos os momentos de sua vida", ministrada pelo designer floral Jab Pasollini; em seguida o coordenador da Expoflora, em Holambra-SP, Augusto Yasuo, contou "O segredo de vendas para lojas de flores"; e por último, os presentes assistiram a palestra "Deixe sua marca – Desafios e oportunidades da floricultura no Brasil", na qual o psicólogo comportamental motivacional, José Luis Montejano, falou da importância de ter uma boa imagem, pois essa imagem é a marca do negócio.

De acordo com Montejano, os brasileiros não possuem o hábito de comprar flores, enquanto um brasileiro gasta US$ 7,5/ano com flores, os argentinos gastam US$ 35 e os suíços gastam o montante de US$ 135/ano. “Precisamos desenvolver essa cultura em nosso país, pois temos muito potencial, mas para isso temos que buscar informações, não podemos ficar limitados às que temos acesso, pois a busca de conteúdo traz conhecimento e conseqüentemente um melhor mercado e uma melhor marca para a empresa de cada um”, afirmou.

Um dos participantes do seminário era o estudante de Ciências Agrárias da Universidade Federal da Paraíba, Robson Kildes, que encontrou no evento a oportunidade de buscar novos conhecimentos. “Pretendo entrar no ramo da floricultura e resolvi participar deste seminário para conhecer melhor o mercado e analisar a viabilidade do negócio, ver as vantagens e desvantagens que posso encontrar pelo caminho”, disse Kildes.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.